Curitiba confirma 3 mortes por coronavírus e vê casos aumentarem 18,5%

Angelo Sfair

mortes por coronavírus em curitiba, coronavírus, covid-19, casos, mortes, curitiba, casos suspeitos, casos confirmados, sms, secretaria municipal da saúde, prefeitura de curitiba, subnotificação

A Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba confirmou nesta segunda-feira (6) as três primeiras mortes causadas pelo novo coronavírus (Covid-19).

Além do óbito confirmado nesta manhã, relacionado a uma mulher de 56 anos, a prefeitura registrou mais dois óbitos nesta tarde.

Os casos mais recentes envolvem dois idosos: um homem de 94 anos, que estava internado desde 1º de abril, e uma mulher de 87 anos, internada desde 30 de março.

“Infelizmente, como vemos pelo mundo, Curitiba não está imune à progressão da doença”, lamentou a secretária Márcia Huçulak.

Durante pronunciamento nesta tarde, a secretária também reforçou a orientação para que a população use máscaras de pano. Os equipamentos devem ser caseiros.

As máscaras cirúrgicas descartáveis ou com filtro (N95) devem ser de uso exclusivo dos profissionais que atuam na linha de frente do combate ao coronavírus (Covid-19).

“Começamos a subir a montanha. Temos um longo caminho pela frente. As máscaras podem ser aliadas para não atingirmos um pico de casos muito alto”, completou.

Além disso, a prefeitura de Curitiba confirmou 30 casos novos na cidade. Os registros saltaram de 162 para 192 desde o último boletim da Covid-19. O avanço de diagnósticos positivos foi de 18,5%.

Atualmente, 51 pacientes estão internados na capital.

CORONAVÍRUS: CURITIBA REFORÇA APELO POR DISTANCIAMENTO SOCIAL

No dia em que Curitiba confirmou as três primeiras mortes pelo novo coronavírus (Covid-19), a Secretaria Municipal de Saúde reforçou o apelo para que sejam respeitadas as medidas de prevenção.

De acordo com a prefeitura, o distanciamento social deve ser adotado em todos os momentos. O isolamento domiciliar deve ser adotado sempre que possível, sobretudo pelos idosos e pela população com problemas respiratórios.

“Nossas atitudes vão balancear como a doença vai se comportar na cidade de Curitiba. Por isso, contamos com o apoio de todos”, pediu a infectologista Marion Burguer, coordenadora do Centro de Epidemiologia.

Conforme a Secretaria Municipal da Saúde, as medidas de contenção à pandemia do novo coronavírus (Covid-19) vão durar, no mínimo, de quatro a cinco meses. A secretária da saúde da capital endossou o apelo para que a população apoie as ações preventivas.

“O tamanho da epidemia em Curitiba vai depender de cada um de nós. Essa é a mensagem do dia. Estamos fazendo todas as ações possíveis para proteger a população. Nos ajudem”, reforçou Huçulak.

CORONAVÍRUS EM CURITIBA

  • Mortes: 3
  • Confirmados: 192
  • Em investigação: 138
  • Recuperados: 71
  • Descartados: 681

Previous ArticleNext Article