Curitiba vai abrir segundo hospital exclusivo para Covid-19

Redação

instituto de medicia, alto da xv, curitiba, hospital, exclusivo, covid-19, coronavírus, pandemia

O Instituto de Medicina do Alto da XV será reativado em julho para receber, exclusivamente, pacientes com Covid-19. De acordo com a Prefeitura de Curitiba, serão abertos 110 novos leitos, sendo 50 de UTI e 60 clínicos.

Será o segundo hospital exclusivo para a Covid-19 na capital. No dia 5, o Hospital Vitória, no CIC (Cidade Industrial de Curitiba), foi reaberto com o mesmo objetivo.

O Instituto de Medicina do Alto da XV será administrado pela Santa Casa. O contrato temporário tem duração prevista de três meses, com possibilidade de prorrogação do prazo.

O prefeito Rafael Greca afirma que não há, ainda, colapso no sistema de Saúde. No entanto, alertou: “Mas volto a repetir, nada disso vai dar conta da pandemia se a população não colaborar”, disse.

De acordo com a Prefeitura de Curitiba, os novos leitos fazem parte do plano de contingência de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. Ao todo, 1.088 leitos de UTI foram anunciados.

Hoje, Curitiba tem 223 leitos de UTI exclusivos para Covid-19. Até o dia 15 de julho, outros 129 leitos de alta complexidade serão ativados – incluindo os 50 previstos para o Instituto de Medicina do Alto da XV, segundo hospital exclusivo de Curitiba.

Portanto, no mês que vem, a prisão é de que a capital tenha 352 leitos de UTI exclusivos para Covid-19. Conforme a prefeitura, 100 respiradores enviados pelo governo federal serão utilizados para ampliar a rede.

Previous ArticleNext Article