Decreto da bandeira vermelha é prorrogado em Curitiba até a Páscoa; comércio é liberado

Redação

ACP pede a prefeito e governador que evitem lockdown

A prorrogação do decreto da bandeira vermelha foi anunciada pela Prefeitura de Curitiba na tarde desta sexta-feira (26). Com isso, a maioria atividades não essenciais seguem proibidas de funcionar até o dia 5 de abril, na segunda-feira após a Páscoa. Apenas comércio, nas modalidades delivery e drive-thru, e shoppings, somente por drive-thru, estão autorizadas. As Igrejas também tiveram uma flexibilização. O prefeito Rafael Greca considera o momento atual como “lockdown moderado”.

A administração municipal anunciou as medidas hoje porque o decreto em vigor vale até o próximo domingo (28). Diante desse cenário, a população já conhece as restrições da próxima segunda-feira (29).

A secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak, concede entrevista coletiva aos jornalistas para explicar as justificativas da prorrogação da bandeira vermelha. A cor representa o nível de alerta máximo diante da covid. As cores amarela e laranja significam alerta e alerta de nível médio, respectivamente, e representam cálculos da prefeitura que levam em conta o nível de propagação da doença e a capacidade de atendimento do sistema de Saúde.

“Muita gente diz que lockdown não funciona. Tivemos sim baixa na taxa de transmissão. A gente estava em uma situação de colapso e estamos ainda muito tencionados. Temos conseguido dar conta na demanda, mas com volume muito alto”, explicou Huçulak na sua abertura.

“Com esses dados, e entendendo o momento da sociedade, da Páscoa, estamos publicando um decreto de bandeira vermelha com as restrições que já estavam colocadas. E considerando o momento da sociedade, para dar algum refresco, estamos liberando apenas o comércio de rua para delivery e drive-thru e shopping apenas delivery”, completou ela.

Vale lembrar que Curitiba faz aniversário na próxima semana. A capital do Paraná foi fundada no dia 29 de março de 1693 e completa 328 anos durante o pior momento da pandemia.

Segundo o boletim municipal de ontem, Curitiba tem taxa de ocupação das UTIs em 101%. Ou seja, todos os 513 leitos estão ocupados. No acumulado, a cidade totaliza 168.527 casos e 3.652 mortes. São 13.318 casos ativos, que correspondem ao número de pessoas com potencial de transmitir o vírus.

BANDEIRA VERMELHA É PRORROGADA EM CURITIBA

ATIVIDADES SUSPENSAS: COMÉRCIO ESTÁ AUTORIZADO EM CURITIBA

O que está proibido segundo o decreto:

  • Estabelecimentos destinados ao entretenimento ou a eventos culturais, tais como casas de shows, circos, teatros, cinemas, museus e atividades correlatas;
  • Estabelecimentos destinados a eventos sociais e atividades correlatas, tais como casas de festas, de eventos ou recepções, incluídas aquelas com serviço de buffet, bem como parques infantis e temáticos;
  • Estabelecimentos destinados a mostras comerciais, feiras de varejo, eventos técnicos, esportivos, congressos, convenções, entre outros eventos de interesse profissional, técnico e/ou científico;
  • Bares, tabacarias, casas noturnas e atividades correlatas;
  • Salões de beleza, barbearias, atividades de estética, imobiliárias, serviços de banho, tosa e estética de animais;
  • Feiras de artesanato e feiras livres;
  • Reuniões com aglomeração de pessoas, incluindo eventos, comemorações, assembleias, confraternizações, encontros familiares ou corporativos, em espaços de uso público, localizados em bens públicos ou privados;
  • Espaços de prática de atividades esportivas individuais e coletivas, localizados em praças e demais bens públicos ou privados, estendendo-se a vedação aos clubes sociais e desportivos, condomínios e áreas residenciais;
  • Consumo, em espaços de uso público ou coletivo, de bebidas alcoólicas;
  • Circulação de pessoas no período das 20h às 5h, em espaços e vias públicas, salvo em razão de atividades ou serviços essenciais e casos de urgência;
  • Suspensas aulas presenciais nas unidades pertencentes à rede privada de ensino, em todos os níveis e modalidades de ensino, exceto cursos técnicos e profissionalizantes, universitários e de pós-graduação, exclusivamente da área da saúde.

Já o atendimento nos serviços municipais também sofreram alteração: Clique aqui e confira.

DECRETO DETERMINA RESTRIÇÕES EM ATIVIDADES DE CURITIBA

Confira as regras do decreto da bandeira vermelha:

  • As atividades do comércio de rua não essenciais poderão funcionar exclusivamente nas modalidades delivery e drive thru, de segunda a sábado, das 9 às 19 horas.
  • Nas galerias e centros comerciais e nos shopping centers fica admitida exclusivamente a modalidade delivery de segunda a sábado, das 9 às 19 horas.
  • Parques, permitida exclusivamente a prática de atividades individuais ao ar livre, com uso de máscaras, que não envolvam contato físico entre as pessoas, observado o distanciamento social.

As regras para outras atividades são diferentes no decreto.

  • Restaurantes e lanchonetes: das 10h às 22h, em todos os dias da semana, apenas atendimento na modalidade delivery, drive-thru e a retirada em balcão (take away), ficando vedado o consumo no local;
  • Panificadoras, padarias e confeitarias de rua: de segunda a sábado, das 6h às 20h, e aos domingos, das 7h às 18h, ficando vedado, em todos os dias da semana, o consumo no local. As compras deverão ser realizadas por uma pessoa, por família, evitando-se as aglomerações;

Das 7h às 20h, de segunda a sábado, sendo autorizado aos domingos apenas o atendimento na modalidade delivery até às 20 horas para os seguintes estabelecimentos e atividades, sendo vedado o consumo no local (também com as compras devendo ser realizadas por uma pessoa, por família, evitando-se as aglomerações):

  • mercados, supermercados e hipermercados;
  • comércio varejista de hortifrutigranjeiros, quitandas, mercearias, sacolões, distribuidoras de bebidas, peixarias e açougues;
  • comércio de produtos e alimentos para animais;

Obs: Nos estabelecimentos acima é permitida apenas a comercialização de produtos essenciais (alimentos, bebidas, higiene e limpeza) para humanos e animais. Os demais setore

O decreto ainda prevê restrições para:

  • Lojas de material de construção: das 9h às 18h, em todos os dias da semana, apenas no atendimento na modalidade delivery e drive thru;
  • Hotéis, resorts, pousadas e hostels: em todos os dias da semana;
  • Serviços de call center e telemarketing vinculados a serviços essenciais: a partir das 9 horas e com até 50% (cinquenta por cento) da sua capacidade de operação;

Por fim, todos os serviços e atividades devem observar a capacidade máxima de 50% da ocupação e garantir o distanciamento mínimo de 1,5 metro entre as pessoas, em todas as direções.

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="753828" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]