Decreto no Paraná: Polícia dispersa quase 700 aglomerações em três dias de restrições

Redação

aglomerações paraná decreto

Desde que o decreto restritivo passou a valer no Paraná, no último sábado (28), as forças policiais já dispensaram 696 aglomerações e efetuaram 172 prisões por motivos relacionados diretamente ao descumprimento das medidas ou indiretamente, como posse de armas, drogas, desacato e agressão.

As normas do governo estadual, adotado pela maioria das prefeituras, prevê a suspensão de todas as atividades não essenciais. Além disso, o decreto ainda ampliou a restrição de circulação das pessoas entre 20h e 5h. Também foram proibidas a comercialização e o consumo de bebidas alcoólicas em espaços de uso público ou coletivo, além da suspensão das aulas presenciais. Todas as medidas valem até o próximo dia 8 de março.

Nesta segunda-feira (1), foram 590 estabelecimentos fiscalizados e 143 ações de dispersão de aglomeração. O balanço da SESP (Secretaria de Segurança Pública) aponta que foram efetuadas 34 prisões e uma apreensão de adolescente. Duas armas de fogo, nove equipamentos eletrônicos e nove carros também foram apreendidos/recuperados.

Segundo o relatório, apenas uma empresa foi multada por descumprimento das medidas de proteção contra a covid-19. Foram 207 denúncias e 29 se transformaram em ocorrências policiais. O trabalho foi feito em parceria com as prefeituras e guardas municipais, conforme prevê o decreto estadual.

COVID-19 NO PARANÁ

O Paraná registrou mais 17 mortes e 3.196 casos novos de Covid-19. O boletim do coronavírus foi atualizado nesta segunda-feira (1º) pela Sesa (Secretaria de Estado da Saúde).

Com a abertura de novos leitos de UTI e enfermaria, o governo registrou um leve recuo na taxa de ocupação das unidades de terapia intensiva. O Paraná ainda registra um gravíssimo indicador de 92%.

Com a atualização, o Paraná agora acumula 645.621 casos confirmados e 11.598 mortes por complicações da doença.
Previous ArticleNext Article