Demolição do terminal de Maringá começa em 30 dias

Com Metro Jornal MaringáSecretário de Mobilidade Urbana revela que o terminal de ônibus está com os dias contados, comen..

Julie Gelenski - 27 de janeiro de 2017, 09:22

Com Metro Jornal Maringá

Secretário de Mobilidade Urbana revela que o terminal de ônibus está com os dias contados, comenta sobre mudanças nos cruzamentos da avenida Colombo e que o uso de radares portáteis fará parte de ações de trânsito educativas. Gilberto Purpur, conversou com exclusividade com Leonardo Filho, repórter do Metro.

Houve problemas com a transição na secretaria?

Na secretaria a transição foi tranquila.

Como sou oriundo dessa pasta, na maioria das vezes contei com apoio de colegas servidores que me forneciam as informações necessárias.

Durante a campanha do prefeito eleito Ulisses Maia (PDT), ele falou que pretende cobrar melhorias da empresa que executa o transporte coletivo. Como a Semob pretende atuar com relação a isso?

São dois aspectos: o jurídico, que trata de contratos, está a cargo da Procuradoria Jurídica. Eles vão analisar questões relacionadas a licitação e contrato; o outro aspecto é de operação. A nossa atuação é de fiscalização da operação;

Nesse quesito pretendemos reavaliar todas as linhas.

Nesse momento, há uma situação na avenida Morangueira, para definir como será a operação naquela avenida por conta das obras no local.

Em Maringá, há muitos abrigos de pontos de ônibus sem estrutura, qual o projeto da secretaria?

Temos recursos de multas de trânsito, que por causa de uma mudança na lei federal, podem ser aplicados nesse tipo de equipamento.

Isso vai possibilitar a gente adquirir, a cada ano, de 200 a 220 abrigos. A nossa meta é não ter mais estacas demarcando os pontos até o final da gestão.

Sobre o terminal urbano, haverá alguma intervenção?

Vai começar a demolição do atual terminal em 30 dias. Infelizmente, o projeto do Terminal Intermodal . Não há como aplicar a sinalização naquelas condições.

Há uma ideia de tentar um acordo com a Viapar, mas isso ainda não chegou a ser discutido.

Ainda há uma polêmica entre Uber e Táxi na cidade. Como está essa discussão?

O que a gente tem apresentado é uma proposta para desburocratizar o táxi e também facilitar o Uber e isso tem avançado.