Dengue avança mais de 4.000% no Paraná em um ano

Redação

dengue, paraná, aedes aegypti, casos confirmados, casos suspeitos, dengue grave, epidemia, alerta, boletim epidemiológico, semana, secretaria da saúde

Um novo boletim publicado nesta terça-feira (14) pela Sesa (Secretaria de Estado da Saúde do Paraná) indica que a dengue avançou mais de 4.000% entre agosto de 2019 e janeiro de 2020, na comparação com o mesmo período do ciclo passado. Novos municípios entraram na lista de epidemia, como por exemplo Paranavaí.

Conforme a Sesa, de lá para cá foram confirmados 6.068 casos de dengue no Paraná. No período anterior, foram registrados apenas 146 casos.

Além disso, o boletim semanal da dengue indica um avanço de 13% em sete dias. Foram confirmados 725 desde a semana passada, conforme os dados publicados hoje pela Secretaria de Estado da Saúde.

“Continuamos acompanhando o combate ao mosquito dia a dia, município a município. Precisamos falar com as pessoas, contar com a união de todos para derrotar a dengue”, disse o secretário da Saúde, Beto Preto.

EPIDEMIAS DE DENGUE AVANÇAM

Pela primeira vez neste ciclo epidemiológico, o boletim da dengue aponta para a ocorrência de epidemias em cidades médias. O município de Paranavaí, na região noroeste do Paraná, registrou nesta semana 450 casos de dengue por 100 mil habitantes.

“É um dado preocupante. Faremos uma aproximação ainda maior com a cidade e estabelecer algumas ações em conjunto”, destacou Beto Preto.

Conforme a Sesa, ações de combate ao mosquito Aedes aegypti também serão reforçadas no litoral do Paraná. Um mutirão educativo está previsto para acontecer em Matinhos, ainda sem data confirmada.

Além de Paranavaí, compõem a lista de municípios em estado de epidemia: Nova Cantu, Quinta do Sol, Florestópolis, Juranda, Peabiru, Diamante do Norte, Guairaçá, Inajá, Santa Isabel do Ivaí, Ângulo, Colorado, Doutor Camargo, Floraí, Paranacity, Uniflor, Braganey, Douradina, Paraíso do Norte, Tamboara, Sertaneja e Guaíra.

Previous ArticleNext Article