Denúncias de violência contra crianças e adolescentes sobem 87% no Paraná

O número de denúncias de violências contra crianças e adolescentes aumentou 87% no Paraná, de acordo com a secretaria de..

Andreza Rossini - 03 de março de 2017, 15:47

O número de denúncias de violências contra crianças e adolescentes aumentou 87% no Paraná, de acordo com a secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social.

Entre as violências mais denunciadas estão a exploração e o abuso sexual de crianças e adolescentes, além de agressão física e de negligência, que também aumentaram.

Em fevereiro, foram lançadas duas campanhas de conscientização sobre o tema e, de acordo com o levantamento divulgado pela secretaria, o canal de denúncia Disque 181 recebeu 127 queixas no segundo mês de 2017. Em fevereiro de 2016, foram registradas 68 denúncias.

São repassadas informações sobre suspeitas ou confirmações de casos de abuso do direito das crianças e dos adolescentes.

O coordenador da Política da Criança e do Adolescente da Secretaria da Família, Alann Bento afirmou que as campanhas trouxeram conscientização para a população.  “As campanhas da Secretaria da Família são feitas para alertar a população sobre a importância de denunciar as situações de violência e violação de direitos, e também impedir que elas aconteçam. Os resultados do Disque Denúncia mostram que estamos no caminho certo”, diz o coordenador.

Municípios

Os municípios do Interior foram os que mais aumentaram sua participação nas denúncias, um crescimento de 162,5% no comparativo entre os dois períodos.

Das 127 queixas registradas este ano, 63 são de cidades do Interior. Em seguida, estão Curitiba (31), municípios da Região Metropolitana de Curitiba (24) e Litoral do Estado (09).

Campanhas

Foram duas campanhas realizadas pelo governo do estado, com foco no combate à exploração sexual de crianças e adolescentes e o trabalho infantil. A primeira foi divulgada no início da segunda quinzena de fevereiro e a segunda durante o carnaval, com apoio das concessionárias Ecovia Caminhos do Mar e Ecocataratas, além das prefeituras e secretarias estaduais.