Depois da tempestade, é a vez do frio no Paraná

Mariana Ohde


Por Brunno Brugnolo, Metro Curitiba

Um temporal no fim da madrugada desta quarta-feira (26) trouxe consequências para milhares de curitibanos ao longo do dia, com complicações principalmente no período da manhã. Segundo o meteorologista do Simepar, Reinaldo Kneib, a tempestade foi resultado de uma frente fria que veio da Argentina e do Sul do país e já a partir desta madrugada o frio chega com força.

O vendaval derrubou um poste na Rua Itupava, 50 árvores em diversas regiões, além de desligar 68 semáforos, criando o caos no trânsito. Os bairros mais afetados foram Tatuquara, CIC, Santa Felicidade, Batel, Mercês, Bigorrilho e Vila Izabel.

Segundo o Simepar, as rajadas de vento atingiram 81,3 km/h. Já a precipitação acumulada foi de 17,2 mm. Mesmo quem conseguiu escapar dos problemas nas ruas, pode ter tido problemas em casa, já que 70 mil unidades consumidoras ficaram sem energia elétrica em 68 dos 75 bairros da capital, de acordo com a Copel. Somando RMC e litoral, 200 mil residências e comércios ficaram sem luz. Em todo o Paraná, foram 300 mil clientes afetados.

Em decorrência dos problemas de energia, dez bairros das regionais CIC e Santa Felicidade e oito municípios da RMC tiveram problemas de abastecimento de água, segundo a Sanepar. Apenas três casas foram destelhadas e não houve feridos.

Os trabalhos das equipes da Defesa Civil, Setran, Guarda Municipal, Meio Ambiente, Copel e Sanepar, que começaram antes das 6h, duraram até a noite. Apenas por volta das 18h todos os semáforos voltaram a funcionar, mas cerca de 20 árvores ainda estavam por ser removidas. Neste mesmo horário, 90% dos domicílios afetados pelo forte temporal tinham a energia restabelecida, sendo 98% na capital. A previsão da Copel era finalizar os reparos ainda na noite de ontem.

Tempestade no Paraná

Segundo boletim das 17h30 de ontem da coordenação estadual da Defesa Civil, 19 municípios tiveram ocorrências, com 3.020 pessoas afetadas e 844 casas danificadas. Mais da metade (1.520 pessoas e 500 casas) eram de Tijucas do Sul, a 60 km de Curitiba, onde 20 pessoas estavam desalojadas.

Onda de frio

A frente fria que trouxe a tempestade de ontem faz os termômetros caírem bruscamente a partir de hoje. De acordo com o Simepar, a temperatura iria entrar em declínio já na madrugada e a mínima hoje cedo deve ficar entre 6ºC e 7ºC.

Para os próximos cinco dias, as temperaturas mínimas ficam abaixo de 10°C em Curitiba. Amanhã (28) pode atingir 4ºC. Já a máxima não passa dos 20ºC neste período. No Centro-Sul, região de Guarapuava, os termômetros podem chegar aos 2ºC.

O Simepar lembra que no ano passado a primeira onda de frio ingressou no estado justamente no dia 27 de abril, mesma data neste ano.

Previous ArticleNext Article
Repórter no Paraná Portal
[post_explorer post_id="427452" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]