Dia de Combate ao Feminicídio é lembrado na data da morte de Tatiane Spitzner

Francielly Azevedo


Foi sancionada, na última terça-feira (25), uma lei que criou o Dia de Combate ao Feminicídio no Paraná, a ser lembrado no dia 22 de julho, data da morte de Tatiane Spitzner. A advogada morreu no ano passado e o marido dela, Luis Felipe Manvailer, é o principal acusado do crime.

A autora do projeto é a deputada Cristina Silvestri (PPS). Ela escolheu a data porque considera que a morte de Tatiane criou um alerta sobre a violência contra a mulher. “Queremos garantir um dia de luta em que a sociedade e às instâncias públicas possam se reunir em torno de ações e de conferências de políticas de combate ao feminicídio”, explica a parlamentar.

Desde que o projeto de lei foi aprovado na Alep, a deputada Cristina, que também é autora da lei do Botão do Pânico, vem solicitando às lideranças dos 399 municípios do Paraná ações de conscientização que possam ser realizadas simultaneamente no Estado em 22 de julho.

“Cada município tem a liberdade de fazer uma ação diferente, mas todas convertem no mesmo tema. Já estão sendo organizadas, por exemplo, exposições, passeatas, distribuição de materiais impressos, blitz, palestras, enfim. O importante é que o município que aderir a este movimento articule uma ação que possa, de alguma maneira, atingir as pessoas, mulheres e homens”, completa a parlamentar.

O crime

Tatiane foi encontrada morta no apartamento em que morava com Manvailer no dia 22 de julho do ano passado. Imagens mostram ela sendo agredida antes de entrar no prédio, no estacionamento, no elevador, e a queda do 4º andar. Depois, o suspeito busca o corpo, leva ao apartamento, limpa os vestígios de sangue no corredor e elevador e foge do local por uma saída alternativa do estacionamento.

De acordo com a denúncia, Luís Felipe matou a esposa após diversas agressões físicas que teriam iniciado após um desentendimento ocorrido em virtude de mensagens em redes sociais, agindo por motivo fútil e desproporcional.

Previous ArticleNext Article
Avatar
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.