Conselho de Direitos Humanos pede plano de testes em presídios no Paraná

Redação

Conselho de Direitos Humanos pede plano de testes em presídios no Paraná

O Conselho Permanente de Direitos Humanos do Paraná solicitou as Secretarias Estaduais de Segurança Pública e Administração Penitenciária e da Saúde um plano de testagem para o coronavírus nos presídios do estado.

As recomendações também serão encaminhadas para o Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Penitenciário e Socioeducativo do Tribunal de Justiça do Paraná (GMF) e ao Ministério Público estadual e à Defensoria Pública.

Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, existe apenas um caso confirmado de coronavírus em um presídio estadual, na cidade de Maringá, região noroeste do Paraná.

Mas a principal justificativa do Conselho Permanente de Direitos Humanos do Paraná é que diversos servidores têm apontado que existem casos não notificados pela falta de testes.

Por isso, também é solicitado que o DEPEN (Departamento Penitenciário) adote um protocolo de segurança para a movimentação de presos nas unidades, em especial o fornecimento de máscaras para os detentos.

O DEPEN já limitou as atividades dos presos apenas ao banho de sol e para atendimentos médicos, mas apenas servidores dos presídios tem acesso as máscaras.

A última recomendação do Conselho Permanente de Direitos Humanos do Paraná é o afastamento de todos os servidores que estejam dentro do grupo de risco para o coronavírus, como grávidas, lactantes, idosos e pessoas com histórico de problemas pulmonares.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="699954" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]