DNA ajuda Polícia Federal a resolver assaltos de 2016 em Curitiba

Redação

Assaltos - Curitiba - Correios

Dois assaltos a mão armada contra funcionários dos Correios em Curitiba foram solucionados nesta segunda-feira (14), dois anos após o ocorrido. A ação foi um trabalho conjunto da Polícia Federal e do Banco Regional de Perfis Genéticos do estado do Paraná.

Os assaltos foram cometidos no dia 13 de outubro de 2016, nos bairros Batel e Bigorrilho, quando os funcionários realizavam entregas de objetos SEDEX 10 e foram surpreendidos pelo criminoso.

O perfil genético (DNA) do investigado foi cruzado com uma amostra obtida em um dos veículos roubados e após a confirmação da identidade, a Polícia Federal foi cumprir o mandado de prisão preventiva.

O homem já se encontra preso na Penitenciária Central do Estado, por ter praticado outros crimes. Agora ele também será indiciado pelo delito de roubo qualificado, cuja pena pode chegar até 15 anos.

Previous ArticleNext Article