Validação de documentos para viver no exterior cresce 61% nos cartórios do Paraná

A validação de documentos de brasileiros para viver no exterior aumentou 61% no segundo semestre deste ano, segundo os d..

Redação - 16 de dezembro de 2021, 22:30

Arquivo/Pedro França/Agência Senado
Arquivo/Pedro França/Agência Senado

A validação de documentos de brasileiros para viver no exterior aumentou 61% no segundo semestre deste ano, segundo os dados dos cartórios do Paraná. As informações são da BandNews FM.

De acordo com os dados do CNB (Colégio Notarial do Brasil), entre junho e novembro de 2021, foram realizadas mais de 56 mil validações no estado. No mesmo período do ano passado, foram 35 mil documentos.

O crescimento foi observado nos atos de serviço de validação de documentos escolares, de dupla cidadania e de apostilamento, que é o procedimento que permite o reconhecimento mútuo de documentos brasileiros em outros 118 países. Entre os documentos mais comuns de serem apostilados estão as certidões de nascimento, casamento e óbito, as escrituras de divórcio, inventário, compra e venda e união estável, procurações, testamentos, diplomas, históricos e certificados escolares.

O levantamento mostra que o crescimento de documentos para as solicitações de vistos de estudos ou abertura de processos de dupla cidadania, foi de 83%. Passou de 22.900 no segundo semestre de 2020, para 42 mil no mesmo período deste ano. Já os documentos apostilados, referentes a quem desejava estudar ou tirar dupla cidadania representavam 65% do total de atos praticados e subiu para 74% das solicitações.

Segundo o Ministério das Relações Exteriores, o número de brasileiros vivendo fora do Brasil aumentou quase 20% em comparação com 2018. Isso sem contar a quantidade daqueles que vivem ilegalmente. Atualmente, 4,2 milhões brasileiros moram no exterior.

*Com informações de Fernanda Scholze, da BandNews FM.