Doenças contagiosas devem ser comunicadas em tempo real no Paraná

Redação

Doenças contagiosas devem ser comunicadas em tempo real no Paraná

O governador do Paraná, Ratinho Junior, sancionou nesta segunda-feira (25) decreto que obriga laboratórios e farmácias a comunicarem em tempo real o resultado de exames em doenças contagiosas.

São exemplos de doenças contagiosas o novo coronavírus, dengue, febre amarela, HIV, tuberculose, hepatites virais e outras moléstias contidas em protocolo elaborado pelo Ministério da Saúde.

A comunicação será feita para as secretariais estadual e municipais de Saúde, assim como para o Lacen (Laboratório Central do Estado).

As farmácias e laboratórios deverão realizar essa atualização por meio telefônico, endereço eletrônico ou outras plataformas estabelecidas por esses órgãos de saúde.

“É mais uma importante ferramenta que o Paraná passa a ter para mapear e fazer uma grande radiografia do coronavírus no Estado. Permite ao Governo tomar decisões mais rápidas, de maneira mais assertiva”, explicou Ratinho Junior.

A não comunicação em tempo real e a divulgação ou compartilhamento de dados dos usuários estão sujeitas a punições, entre elas advertências, cassação da licença sanitária e multa entre R$ 277,97 a R$ 27.797,00.

Os deputados estaduais do Paraná haviam aprovado em dois turnos o projeto na primeira semana do mês de maio.

A autoria do projeto é de responsabilidade dos deputados Arilson Chiorato, Cantora Mara Lima, Luciana Rafagnin, Mabel Canto, Boca Aberta Jr, Do Carmo, Emerson Bacil, Evandro Araújo, Goura, Requião Filho, Soldado Fruet, Tadeu Veneri, Luiz Claudio Romanelli e Delegado Francischini.

Os parlamentares apontaram que é importante para tomadas de decisão mais rápidas e assertivas que as informações sobre essas doenças possam ser concentradas.

“É mais uma alternativa que o Estado do Paraná ganha. O pedido, porém, segue para que as pessoas se protejam e tomem o maior cuidado possível, praticando o isolamento social de forma correta”, pontuou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Previous ArticleNext Article