Dois jovens são detidos suspeitos de pichar Palacete Wolf em Curitiba

Francielly Azevedo

Palacete Wolf no Centro Histórico de Curitiba - trânsito

Dois jovens, ambos com 21 anos, foram presos, na noite do último sábado (2), suspeitos de pichar as paredes do Palacete Wolf, no Centro Histórico de Curitiba. De acordo com a Guarda Municipal, eles foram detidos em flagrante.

As equipes da Guarda faziam o patrulhamento de rotina pelo Largo da Ordem, quando, ao passar pela Rua do Rosário, avistaram os dois pichando as paredes.

Os dois foram encaminhados para a Delegacia do Meio Ambiente para as providências cabíveis.

PALACETE WOLF

O Palacete Wolf fica no Largo da Ordem, em frente à Igreja de Nossa Senhora do Rosário. Em 1875, os austríacos Wolf requeram o terreno no Largo do Rosário para construir o casarão que seria usado como local de reuniões sociais da família.

Entre 1889 e 1895, o prédio serviu de quartel-general do 5º Distrito do Exército Brasileiro. No porão do edifício ficou rendido o Barão do Serro Azul, até a decisão de ser enviado ao Rio de Janeiro.

O Palacete foi sede de vários inquilinos: Colégio Bom Jesus, Câmara Municipal, escola particular de música, livraria e escritório. Até que, em 1974, ele foi  desapropriado para instalar a Fundação Cultural, que permaneceu no prédio até 2016. Hoje abriga o Instituto Municipal de Turismo, órgão responsável pela gestão pública do turismo em Curitiba. No local funciona um Centro de Atendimento ao Turista (CAT), com prestação de informações e materiais turísticos aos visitantes.

Previous ArticleNext Article
Avatar
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.