Duplo feminicídio é investigado pela polícia em Ibiporã

A casa onde o crime ocorreu abriga um centro de umbanda, mas a Polícia Civil acredita que se trata de um feminicídio motivado por ciúmes

Redação - 21 de julho de 2022, 16:05

Divulgação/PM
Divulgação/PM

A Polícia Civil afirma que está próxima de localizar e prender o autor do duplo feminicídio reigstrado na madrugada desta quinta-feira (21), em Ibiporão, na região de Londrina, no norte do Paraná.

Andreia Sabino, de 49 anos, e Rebeca Kapusta, de 24 anos, foram executadas dentro da cada onde moravam com tiros na cabeça.

Segundo a Polícia Civil, além das duas mulheres mortas, um bebê de três meses foi ferido com um tiro na mão e está internado no Hospital Cristo Rei. Os corpos das mulheres foram recolhidos ao IML de Londrina.

Na casa onde o crime foi registrado funcionava um centro de Umbanda. No entanto, a polícia acredita que não se trata de um crime de intolerância religiosa.

A principal linha de investigação é de "crime passional" - feminicídio motivado por ciúmes. Segundo o delegado Vítor Dutra, os parentes das vítimas afirmam que o suspeito do crime teria invadido a casa para matar a ex-companheira, Rebeca.

Por isso, segundo a investigação da Polícia Civil, Andreia pode ter sido morta por engano, ao ser confundida com a jovem.