Efialtes: operação mira líderes de organização criminosa em presídio do Paraná

Redação

PF

Nesta terça-feira (15), a Operação Efialtes foi deflagrada com o objetivo de desmantelar uma rede de transmissão de ordens de líderes de uma organização criminosa existente um presídio do Paraná. A rede contava com a participação de um servidor da carceragem.

Serão cumpridos 26 mandados de prisão preventiva e 10 mandado de busca e a apreensão em três estados: Paraná (Catanduvas e Cascavel), Santa Catarina (Chapecó) e São Paulo (São Bernardo do Campo). Dentre os bens apreendidos estão imóveis e carros de luxo.

O agente federal de execução penal, alvo de mandado de prisão, deve responder pelos crimes de Associação ao Tráfico de Drogas, Organização Criminosa, Corrupção Ativa e Passiva e Lavagem de Dinheiro, com penas que podem ultrapassar os 30 anos de prisão.

Além do agente público, a rede de comunicação contava ainda com a participação de uma advogada, que também atuava na transmissão de ordens das lideranças da facção criminosa.

A operação foi batizada de “Efialtes” em alusão ao nome do homem que traiu sua “nação” por dinheiro, durante a Batalha das Termópilas, quando o exército grego enfrentou o exército persa.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="770118" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]