Em 10 dias, Paraná registra mais de quatro mil multas por farol baixo desligado

Francielly Azevedo


O uso do farol baixo durante o dia nas rodovias se tornou obrigatório. Desde 8 de julho, quando a lei entrou em vigor, o Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) registrou 4.322 autos de infração de trânsito nas estradas paranaenses.

A região de Maringá é a campeã no número de multas, foram anotadas 1.971 infrações. Cascavel é a segunda lista, com 631 autuações. As estradas próximas a Londrina ficam em terceiro lugar, com 588 notificações. Curitiba e Região Metropolitana vem logo em seguida, com 539 infrações. Por fim, Ponta Grossa, com 363 multas, e Pato Branco com 230, registros.

O trabalho do BPRv foi intensificado nos mais de 12 mil km de rodovias estaduais. O porta-voz do batalhão, capitão Cristiano Carrijo Gonçalves Mota, explica que as ações educativas foram feitas 30 dias antes da nova determinação passar a valer. Os motoristas foram abordados e receberam informativos sobre o uso da luz baixa.

Os condutores que descumprem a determinação cometem uma infração média com perda de quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e multa no valor de R$ 85,13.

O QUE MUDA?

A nova regra foi estabelecida pela Lei nº 13.290, de 23 de maio de 2016, que entrou em vigor no dia 8 de julho. De acordo com o texto, o condutor deverá manter acesos os faróis do veículo, utilizando luz baixa, durante a noite e o dia nos túneis providos de iluminação pública e nas rodovias.

De acordo com Carrijo, é importante orientar qual a luz correta. A luz baixa é o facho de luz destinado a iluminar a via diante do veículo, sem causar ofuscamentos ou incômodo injustificáveis aos condutores que trafeguem pelo sentido contrário. “A luz baixa não deve ser confundida com a luz de posição, luz de neblina ou farol alto, pois, embora componham o sistema de iluminação do veículo, possuem finalidades e conceitos distintos”, explica.

Previous ArticleNext Article
Avatar
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.