Engorda da faixa de areia alcança trecho de 1,8 km

Mais de 1 milhão de metros cúbicos de areia foram usados para realizar a intervenção do Canal do Rio Paraná até o Pico de Matinhos

Redação - 18 de julho de 2022, 19:27

Alessandro Vieira/AEN
Alessandro Vieira/AEN

Foi concluído neste final de semana mais uma etapa das obras de engordamento da faixa de areia da praia de Caiobá, em Matinhos, no litoral do Paraná. Até o momento, 1.800 metros de praia foram alargados em até 100 metros. Ao todo, 6,3 km de praias devem ser engordados desde Caiobá até o Balneário Flórida.

Segundo o Governo do Estado, foram usados até o momento mais de 1 milhão de metros cúbicos de areia. Neste domingo (17), o processo foi concluído no trecho entre o Canal do Rio Paraná até o Pico de Matinhos. No decorrer da semana serão realizados os acabementos finais do trecho.

Ainda segundo o governo, após o processo de engorda, é natural que o perfil da praia formado durante a colocação da areia vá se "moldando" com a ação das ondas. Com o tempo, a areia despejada mais acima vai sendo carreada para o fundo, formando um perfil mais suave de arrebentação.

Além disso, a areia colocada inicialmente é muito fofa, podendo causar acidentes como afundamento. Com o tempo essa areia vai adensando e se tornando mais segura para andar em cima. Assim, não é recomendada a utilização da praia até o término da obra, e sua liberação para o banho. Para cada tipo de areia há um tempo de adequação. Assim que for constatada a estabilidade da areia será liberada a praia para seu uso.

Próximos passos

Na sequência, a draga Galileo Galilei - navio de origem belga que realiza o processo de dragagem de areia - irá dragar o material responsável pelos reparos e adequações no perfil de praia no trecho compreendido entre o Morro do Boi e a Av. Paraná, ao sul da Praia Brava em Caiobá, em uma extensão de 1.400 metros.

O serviço neste caso será um pouco diferenciado, com a recuperação do talude (que é o trecho inicia após o calçadão e vai até a maré média). O licenciamento ambiental prevê adequações e reparos neste trecho, para recuperar os danos provocados pelas ressacas e o processo de erosão marinha. Com isto também será recuperado este trecho de praia, incluindo a reposição de areia e conformação dos taludes.

REVITALIZAÇÃO DA ORLA DE MATINHOS

A etapa de dragagem é uma das intervenções previstas nas obras de Recuperação da Orla de Matinhos, que além de recuperar os impactos causados pela erosão marinha, irá minimizar os efeitos das cheias e alagamentos e revitalizar a infraestrutura da orla.

O projeto foi desenvolvido pelo Instituto Água e Terra (IAT) e analisado pela equipe multidisciplinar da Universidade Federal do Paraná (UFPR), através do Instituto Tecnológico de Transportes e Infraestrutura, e é executado pelo Consórcio Sambaqui, vencedor da licitação.

A combinação do desequilíbrio de sedimentos, ocupações mal planejadas e ressacas no Litoral vem destruindo e comprometendo boa parte da infraestrutura urbana, turística e de lazer no município. Para minimizar esses impactos, estão sendo investidos R$ 314,9 milhões em todas as intervenções, que atingem 6,3 quilômetros de orla, além do trecho de 1,4 km em que está prevista adequações e reparos dos taludes.