Engorda da orla: tubulação para dragagem é transportada para o mar, em Matinhos

Os tubos soldados começaram a ser colocados na água no Balneário Flórida neste domingo (5), e serão transportados via mar até a praia de Caiobá.

Redação - 06 de junho de 2022, 08:19

Foto: Denis Ferreira Netto
Foto: Denis Ferreira Netto

A tubulação que será utilizada para a dragagem da praia de Matinhos, no Litoral do Paraná, começaram a ser colocadas no mar. Ao todo, serão 2,6 km de tubulação no trecho marítimo, que será acoplada à draga, e mais 1,8 km ao longo da orla para o espalhamento da areia na praia.

Os tubos soldados começaram a ser colocados na água no Balneário Flórida neste domingo (5), e serão transportados via mar até a praia de Caiobá, na altura da Avenida Paraná, onde iniciarão os trabalhos, previstos para este mês.

O Governo Estadual e o Consórcio Sambaqui orientam a população para o cuidado ao passar pelo local, tanto na faixa de praia, quanto na área marítima, obedecendo a sinalização.

“São tubulações pesadas, que somente na água somam 2.600 metros, mais os acessórios e os flutuantes. O Consórcio Sambaqui realiza o trabalho de interditar esse espaço da praia, e é necessário que a população tenha essa consciência para evitar acidentes”, destaca o diretor de Saneamento Ambiental e Recursos Hídricos do IAT, José Luiz Scroccaro.

Um comunicado oficial foi encaminhado a todos os usuários de embarcações nas proximidades para que fiquem atentos à movimentação entre os balneários de Matinhos e o Morro do Boi, um trajeto de 6,3 km contemplados pelas obras de recuperação da orla de Matinhos. As intervenções preveem o engordamento da faixa de areia em até 100 metros neste trecho.

TUBULAÇÃO

A linha de tubos soldados foi posicionada flutuando, já pressurizada, e será posteriormente ancorada e afundada. Este processo, realizado por rebocadores na área marítima e equipamentos na parte terrestre, será realizado de acordo com condições climáticas

Segundo o gerente de projetos do Consórcio Sambaqui, Elvio Torres, o trabalho deve ter duração de cerca de duas semanas. “Dependemos das condições climáticas e a equipe acompanha a movimentação das ondas e da maré diariamente. Essa etapa termina com a uma tubulação flexível de borracha, ligada à ponta dentro do mar, e um equipamento acoplado, que fará a ligação da tubulação à draga”, explicou.

As Obras de Recuperação da Orla de Matinhos têm um investimento total de R$ 314,9 milhões. As intervenções são necessárias para minimizar os impactos gerados pela combinação do desequilíbrio de sedimentos, ocupações mal planejadas e ressacas no Litoral, que comprometem boa parte da infraestrutura urbana, turística e de lazer na região.

Além do alargamento da faixa de areia, estão previstas estruturas marítimas semirrígidas, canais de macrodrenagem e redes de microdrenagem, além de revitalização urbanística da praia e da calçada com o plantio de árvores nativas, incluindo a reposição da restinga. Também estão previstas melhorias na pavimentação asfáltica e a recuperação de vias.