Escolas devem ter calendário concluído ainda neste ano

Narley Resende


Brunno Brugnolo, Metro Jornal Curitiba

Com quase todas as escolas desocupadas e sem greve, a rotina escolar está voltando ao normal – ou quase isso. Praticamente metade dos 2,1 mil colégios estaduais teve o calendário afetado e vai precisar ter as aulas repostas. Segundo a secretária estadual da Educação, Ana Seres, nenhum dos pedidos de reposição aprovados até agora estende o calendário para o ano que vem – todos vão no máximo até o dia 30 de dezembro.

“Conversamos com o Conselho Estadual de Educação e está valendo uma deliberação do ano passado, que aceita as 800 horas/ aula e não necessariamente os 200 dias letivos. Em algumas liberamos a carga horária manhã e tarde ou a sexta hora/aula”, explicou Seres, que se reuniu ontem com representantes dos 32 Núcleos Regionais de Educação, que recebem e homologam as propostas de reposição de cada escola.

Além disso, a orientação é usar os sábados restantes até o fim do ano e os períodos de recesso, como o próximo dia 14 e o período entre 22 e 30 de dezembro. “Neste último sábado já houve reposições em alguns colégios. Os que conseguirem encaixar até o fim do ano nós vamos homologar. Os que não conseguirem ficam para fevereiro, pois janeiro é mês de férias dos professores e os dias de folga precisam ser consecutivos”, disse a secretária.

De acordo com a Seed (Secretaria de Estado da Educação), ontem apenas 27 colégios amanheceram ocupados, sendo oito em Curitiba e dez na região metropolitana da capital.

O próprio movimento Ocupa Paraná acredita que até hoje todas as escolas devem ter as reintegrações de posse executadas pelo governo, encerrando as ocupações iniciadas no dia 3 de outubro.

Para Seres, o apoio da comunidade foi fundamental nas desocupações. “A pressão externa auxiliou no processo. Muitas mães, pais e professores demandavam o retorno às aulas. A união de secretarias e a aproximação com MP-PR (Ministério Público do Paraná) e Defensoria Pública também ajudou. Todas as reintegrações foram sem violência, a PM só acompanhou como prevenção”, finalizou.

Rematrículas começam hoje

As rematrículas do 6° ano do ensino fundamental ao 3° ano do ensino médio da rede estadual de ensino começam hoje e vão até o dia 25 deste mês. É necessário levar a carteira de identidade e comprovante de residência onde o aluno já estuda para confirmar a rematrícula para 2017.

No período de 5 a 9 de dezembro a Seed fará o levantamento das vagas que sobraram para ofertar novas matrículas.

UFPR pede desocupação de prédios

Em reunião ontem à tarde entre a comissão de negociação da Reitoria com 15 representantes do comando de greve dos estudantes, no Restaurante Universitário central, a administração da UFPR pediu a liberação de espaços administrativos nas áreas ocupadas ‘para assegurar a continuidade de importantes atividades que visam assegurar o funcionamento administrativo’.

Já o comando de greve solicitou um posicionamento da UFPR em relação às pautas nacionais: PEC 55 (Controle de Gastos) e MP 746 (Reforma do Ensino Médio)

Previous ArticleNext Article