Especialista confirma autenticidade de agroglifo no Paraná

O agroglifo de 61 metros de diâmetro encontrado por um fazendeiro de Prudentópolis, município dos Campos Gerais do Paran..

Fernando Garcel - 04 de outubro de 2016, 14:45

O agroglifo de 61 metros de diâmetro encontrado por um fazendeiro de Prudentópolis, município dos Campos Gerais do Paraná, na última terça-feira (27) teve sua autenticidade confirmada por um especialista da área. O ufologista e coeditor da Revista UFO, Inajar Antonio Kurowski, se deslocou para a fazenda e a análise demonstrou ausência de ação humana no local.

"Observamos e constatamos que no agroglifo não havia nenhum sinal característico de ação humana, conforme o comumente observado nos falsos agroglifos, quais sejam: contorno dos desenhos com irregularidades, hastes da vegetação quebradas ou partidas, hastes com aspecto ligeiramente entrelaçado, soerguimento progressivo de algumas hastes com o passar do tempo e desenhos mal feitos ou com assimetria", diz o relatório.

> Íntegra do relatório

No relatório, Kurowski também afirma que o desenho é simétrico e harmônico e de alta complexidade, além de apresentar detalhes como a forma com que a vegetação estava deitada na fazenda. "O desenho é geométrico, simétrico e harmônico, de execução complexa, denotando ser um efeito inteligente. Não é possível que um fenômeno inteligente tenha origem em uma causa que não o seja. Portanto, conclui-se que a causa do fenômeno é inteligente também. Isto posto, verificando que o agroglifo ora examinado apresenta as características constantes nos agroglifos autênticos estudados cientificamente em todo o planeta, concluímos pela sua autenticidade", afirma.

Capturar

O ufólogo também afirma que fez testes com sensores de campo eletromagnético e de telefonia celular. No primeiro, não foram encontradas variações significativas no eletromagnetismo local. No teste com aparelhos celulares, houve variação no resultado dentro e fora do agroglifo, segundo Kurowski. Amostras da vegetação e do solo também foram levadas para  análises e experimentos posteriores.