Esquema de ‘fura-filas’ do SUS é alvo de operação do Gaeco

Fernando Garcel

Agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná, cumprem na manhã desta segunda-feira (10), 12 mandados de prisão temporária e 44 mandados de busca e apreensão em uma operação que investiga o esquema de agentes públicos e médicos  que cobrava indevidamente de pacientes para furar a fila do Sistema Único de Saúde (SUS).

A operação, batizada de Mustela, uma alusão aos mamíferos que inclui animais conhecidos como furões, tem como alvos contra dois médicos, assessores, secretárias e intermediadores, um deles vereador em Bandeirantes e são cumpridos em Curitiba, Campo Largo, Marechal Cândido Rondon, Almirante Tamandaré, Campina Grande do Sul, Telêmaco Borba, Bandeirantes, Campo Magro, Colombo e Siqueira Campos.

Segundo o coordenador estadual do Gaeco, o procurador de Justiça Leonir Batisti, a organização criminosa se aproveitava do sistema de triagem nos atendimentos feitos no SUS para ganhar dinheiro.

“A situação que ocorre é que as pessoas que vão até o SUS são atendidas em uma certa ordem e, eventualmente, essa ordem é alterada de acordo com a urgência desse atendimento. As pessoas que normalmente seriam atendidas acabam procurando ou procuradas por intermediários e conseguem, com seus contatos com médicos, furarem a fila em prejuízo de todos os demais. Como eles furam a fila? Eles furam a fila pagando”, explica Batisti. “É marcada inicialmente uma consulta paga e essas pessoas então conseguem ser atendidas pagas pelo SUS e o médico, hospital e outras pessoas acabam se beneficiando daquele pagamento adicional por essas pessoas necessitadas”, afirma.


Foto: Geraldo Bubniak / AGB

Na capital, o gabinete do deputado estadual Ademir Bier (PSD), na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), foi alvo. Segundo o Gaeco, um assessor do parlamentar atuava com despachante e intermediava o contato entre médicos e pacientes. Em troca, Bier ganhava capital político com eleitores. Ele não foi reeleito e seu mandato termina neste ano.

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook