Estabelecimentos do Paraná pedem ‘tolerância na fiscalização’ devido à final da Copa América

Redação

estabelecimentos paraná final copa américa

A Abrabar (Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas) aponta que os estabelecimentos de Curitiba e do interior do Paraná desejam ‘tolerância na fiscalização’ das medidas restritivas contra a covid-19 devido à final da Copa América. O jogo entre Brasil e Argentina está às 21h deste sábado (10), no Maracanã. Em nota divulgada pela entidade que representa bares e restaurantes, os empresários ressaltam que a decisão do título pode ir para a prorrogação e pênaltis.

“Estamos solicitando as autoridades de nosso estado e capital do Paraná, um pouco de tolerância na fiscalização, especialmente no horário de encerramento das atividades com os estabelecimentos de nossa categoria, devido à final da Copa América, que poderá prolongar até 23h30 ou no máximo meia-noite”, diz posicionamento do presidente da Abrabar, Fabio Aguayo.

Em Curitiba, por exemplo, o decreto atual da bandeira amarela permite que os bares funcionem até às 23h, sendo que a entrada dos clientes é autorizada até às 22h. Desde janeiro, a AIFU  (Ação Integrada de Fiscalização Urbana) já dispersou 27,6 mil pessoas de aglomerações e interditou 576 estabelecimentos.

As normas ainda permitem eventos coorporativos com 100 pessoas e pedem a colaboração para a manutenção do distanciamento social e o uso de máscaras.

Com a final da Copa América, a expectativa é aumentar a movimentação para tentar reatar o ritmo com momentos menos críticos da pandemia. Vale lembrar que a taxa de ocupação das UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) é a menor nos últimos quatro meses.

“Um jogo que mexe com as emoções e atrai a atenção do público que com certeza vai movimentar em muitos os bares e restaurantes. Temos uma expectativa de um bom movimento em tempo difíceis e sem clientela constante, fará uma grande movimentação financeira nos caixas das nossas empresas associadas. Por isso se tiver pênaltis, não podemos mandar embora os clientes que acompanharam o jogo todo e na hora da cereja no bolo”, finaliza Aguayo.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="774724" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]