Estação-tubo Itajubá será desativada nesta sexta (13)

A execução das obras do Ligeirão Norte-Sul acontece de forma escalonada para não prejudicar os passageiros, conforme a Urbs.

Redação - 13 de maio de 2022, 08:02

Foto: Hully Paiva/SMCS
Foto: Hully Paiva/SMCS

A estação-tubo Itajubá na Avenida República Argentina, no Novo Mundo, será desativada a partir desta sexta-feira (13), nos dois sentidos da via. Os passageiros deverão utilizar as paradas próximas - Terminal do Portão e Hospital do Trabalhador - para embarque e desembarque.

A desativação é temporária, para a continuidade das obras de extensão do itinerário do Ligeirão Norte-Sul, entre os terminais Santa Cândida e Pinheirinho. Já foram requalificadas 14 das 26 estações incluídas no trecho das obras necessárias para a ampliação da linha que transporta 262 mil passageiros em dias úteis.

A Urbanização de Curitiba (Urbs), que gerencia o transporte coletivo na capital, colocou cartazes nos pontos da linha e dentro dos veículos informando sobre a mudança.

Neste momento, as intervenções acontecem na canaleta do transporte público, com desvio dos ônibus em alguns trechos para a via lenta da República Argentina. Não haverá alterações para motoristas de carros de passeio.

Obras na estação-tubo Itajubá

Os dois tubos da estação Itajubá serão retirados para serem remodelados e o local onde estão inseridos passará por ampla requalificação, que inclui o alargamento da canaleta, para permitir a ultrapassagem de ônibus, implantação de novo calçamento, novo sistema de iluminação, paisagismo e implantação de faixa compartilhada para ciclistas.

Ligeirão Norte-Sul

Após a conclusão de toda a intervenção, que acontece em um trecho de 7 quilômetros entre a Praça do Japão, no Água Verde, até o Terminal Pinheirinho, o tempo de viagem, que hoje é de 66 minutos, será feito em 50 minutos, ou seja, um ganho de 16 minutos por viagem, segundo a Urbs.

As obras são coordenadas pela Secretaria Municipal de Obras Públicas (Smop), a partir de projeto do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc). De acordo com o secretário Rodrigo Araújo Rodrigues, os trechos não alcançados pelas intervenções de requalificação das estações-tubo foram contemplados com a requalificação do asfalto.

“São mais de cinco mil metros de novo asfalto já executados em diferentes pontos da Avenida República Argentina”, diz Rodrigues.

A obra está sendo feita em lotes e 14 estações-tubo já foram remodeladas e colocadas novamente em operação: Dom Pedro I, José Bettega, Ouro Verde, Morretes, Hospital do Trabalhador e Silva Jardim e Vital Brasil, todas nos dois sentidos da via. Na estação-tubo Carlos Dietzsch as obras ainda não foram concluídas.

A execução das intervenções acontece de forma escalonada para não prejudicar os passageiros. Enquanto uma estação é fechada para ser remodelada, desalinhada e o pavimento alargado e requalificado, a estação subsequente permanece funcionando normalmente.