Estrada em parque opõe Frente Parlamentar e ambientalistas

Metro Jornal Curitiba


Capanema, no Oeste do Paraná, sediou ontem a primeira de duas audiências públicas promovidas por deputados estaduais favoráveis à reabertura da Estrada do Colono, que cortava o Parque Nacional do Iguaçu. Os pedidos locais pelo retorno do caminho já eram frequentes, mas agora eles passaram a ecoar com mais força entre os parlamentares. A “Frente Parlamentar pela reabertura da Estrada-Parque Caminho do Colono” já agrega 24 dos 54 deputados estaduais, incluindo os petistas Luciana Rafagnin, Arilson Chiorato e Professor Lemos.

Em Brasília, há dois projetos de lei de paranaenses pedindo a reabertura – um é do senador Alvaro Dias (Pode) e o outro do deputado Vermelho (PSD). Entre os favoráveis o discurso é de que é possível criar uma estrada em modelo inovador no país, que garanta a preservação das espécies da região.

No lado argentino já há, inclusive, uma rota cortando a mata protegida. “Não queremos uma estrada com comércio, que crie possibilidades de depredação. Queremos um caminho simples, com trafego exclusivamente para carros de passeio e ônibus de turismo, fechada para caminhões e que seja aberta apenas durante o dia”, frisa Nelson Luersen (PDT), coordenador da frente.

Já os movimentos ambientalistas, encabeçados pelo Observatório de Justiça e Conservação e pela Rede Pró UC (Unidades de Conservação) frisam que, independentemente do tipo de estrada a ser criada, o prejuízo ambiental será inevitável. Ainda mais porque como a rota foi fechada em 2001 ela nem é mais visível em boa parte do seu trecho – acabou sendo tomada pela Mata Atlântica.

Além disso, a reabertura teria efeito nulo no turismo local, visto que já há uma rodovia mais curta levando até as Cataratas do Iguaçu, principal atração da fronteira. Por fim, o parque é a última área do Oeste capaz de abrigar onças-pintadas.

Histórico

O fechamento foi determinado pela Justiça Federal após uma ação proposta do MPF (Ministério Público Federal). Para a reabertura é necessária uma nova lei. A rota encurta o caminho entre os municípios em mais de 100 km.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="651810" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]