Estradas irregulares deixam crianças sem acesso à educação no Paraná

Cerca de 50 crianças que moram no assentamento Eli Vive, no distrito de Lerroville, zona sul de Londrina, no norte do Pa..

Redação - 10 de fevereiro de 2016, 10:00

Cerca de 50 crianças que moram no assentamento Eli Vive, no distrito de Lerroville, zona sul de Londrina, no norte do Paraná, estão há dois anos sem ir à escola por causa de problemas nas ruas que dão acesso ao local. O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) já disponibilizou recursos para o conserto das estradas, mas até o momento a licitação não atraiu interessados.

São 500 famílias que moram no local, que tem 400 crianças. O ônibus escolar não consegue chegar ao assentamento para buscar as crianças que estão fora da escola, em alguns lotes só é possível chegar de trator, e ainda assim, o veículo quase tomba. As aulas na rede municipal começam na quinta-feira (11).

As famílias alegaram ter passado por dificuldades para conseguir o direito ao transporte para as crianças e quando conseguiram, as estradas não possibilitaram o acesso dos veículos. A prefeitura municipal colocou manilhas nas laterais das estradas principais e deve disponibilizar kombes para ir até os locais onde os ônibus não vão conseguir chegar.

Veja: