Estudantes ocupam mais dois colégios estaduais em Maringá

Andreza Rossini


Mais dois colégios estaduais foram ocupados por estudantes em Maringá, no noroeste do Paraná, nesta quarta-feira (25). A segunda instituição ocupada foi a Tancredo de Almeida Neves na zona norte e, em seguida, a Adalia Maria Leite. Os jovens reclamam da qualidade e da quantidade da merenda que são encaminhadas para as escolas municipais.

Um grupo está instalado no Colégio Estadual Doutor José Geraldo Braga, desde a última quarta-feira (25), em protesto pela mesma causa. A União Paranaense dos Estudantes Secundaristas é a responsável pelas ações. A página do movimento no Facebook, chamada Ocupa Paraná, afirma que a ocupação acontece como forma de busca por debate.  “Ocupamos para assim, tornarmos a escola um espaço para o debate e a formação política e cultural estudantil, necessários para nossas reivindicações”.

A Secretaria Estadual de Educação do Paraná informou que sabia que a remessa de alimentos enviada no fim de abril, não seria suficiente para suprir a demanda de refeições. Sabendo disso, uma semana depois, foi aberto uma cota extra pelo fundo rotativo de recursos de distribuição anual. A verba total, foi de R$53.527,00 – distribuída por todas as 33 escolas estaduais de Maringá. O valor varia de acordo com o número de estudantes e o número de refeições que são servidas em cada escola.

Os estudantes pedem uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os problemas na Merenda nas escolas e o funcionamento da Operação Quadro Negro, deflagrada pela Polícia Civil, que investiga o desvio de recursos públicos de obras de escolas estaduais.

Os alunos pedem doações de alimentos, cobertores e produtos de limpeza para manter a ocupação.

Previous ArticleNext Article