Estudantes recebem vacina contra dengue em escolas

Além de disponibilizar a primeira dose da vacina contra a dengue nas 29 Unidades Básicas de Saúde (UBSs), o Programa Mun..

Fernando Garcel - 17 de agosto de 2016, 11:56

Além de disponibilizar a primeira dose da vacina contra a dengue nas 29 Unidades Básicas de Saúde (UBSs), o Programa Municipal de Imunização de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, também está imunizando a população alvo da campanha nas escolas estaduais.

Nessa primeira semana, os vacinadores e voluntários estão visitando duas escolas por dia, e vacinando os estudantes dos três turnos.

Na segunda-feira (15) foram vacinados estudantes do Colégio Ulysses Guimarães, no Jardim Panorama, e Colégio Almiro Sartori, no Portal da Foz. Na terça-feira (16), os profissionais da saúde trabalham com os alunos dos colégios Tancredo Neves e Dom Pedro II, ambos no bairro Morumbi II.

Nesta quarta-feira (17), o programa vai vacinar alunos do colégio CEEBJA Professor Orides Balotin Guerra, na região central, e no Colégio Estadual Presidente Costa e Silva, no Jardim América.

Na quinta (18) e sexta-feira (19), a imunização será disponibilizada ao Colégio Três Fronteiras, no Porto Meira, no Colégio Juscelino K. de Oliveira, no Jardim das Flores, e no Colégio Estadual Dobrandino Gustavo da Silva, no Parque Patriarca, e no Colégio de Educação Profissional Manoel Moreira Pena.

> Vacinação pode reduzir em até 74% o número de casos de dengue no Paraná

A Campanha de Vacinação contra a Dengue começou no último sábado (13) e segue até o dia 3 de setembro e foi destinada, no primeiro momento, para os 30 municípios que registraram números alarmantes da doença desde 2011. O público-alvo são moradores entre 15 e 27 anos, faixa etária responsável por 30% dos casos no estado.

Nesta primeira etapa, o pré-cadastro pode ser feito através do site. Ele está disponível para a população de 28 cidades: Paranaguá, Assaí, Foz do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu, São Miguel do Iguaçu, Boa Vista da Aparecida, Tapira, Santa Izabel do Ivaí, Cruzeiro do Sul, Santa Fé, Munhoz de Melo, Marialva, Paiçandu, São Jorge do Ivaí, Mandaguari, Sarandi, Iguaraçu, Ibiporã, Jataizinho, Porecatu, Bela Vista do Paraíso, Cambé, Sertanópolis, Leópolis, São Sebastião da Amoreira, Itambaracá, Cambará e Maripá. As exceções são os municípios de Maringá e Londrina, que já contam com sistemas próprios para controle de vacinas.

De acordo com a superintendente de Vigilância em Saúde, Cleide de Oliveira, o pré-cadastro foi criado para evitar filas em unidades de saúde com grande movimentação. “Fazendo este cadastro pela internet, a pessoa não precisará perder tempo com isso no dia da vacinação. Será necessário apenas apresentar um documento de identificação com foto e o comprovante de residência para ser vacinado”, explicou.

No momento da vacinação é preciso apresentar documento pessoal de identificação com foto e comprovante de residência. Quem já fez o pré-cadastro pela internet também necessita levar os documentos para comprovar as informações registradas no sistema.