Jovem envolvida no caso Daniel vai responder por tráfico de drogas em casa

Redação


Evellyn Brisola Perusso, uma das jovens envolvidas no caso do jogador Daniel, deve ser solta nesta segunda-feira (10) após ter a prisão convertida em domiciliar. Ela ganhou o benefício de usar tornozeleira eletrônica porque tem um filho de cinco anos.

A jovem foi presa em flagrante na última quinta-feira (6) com três quilos de maconha por policiais da RONE (Rondas Ostensivas de Natureza Especial), no bairro Fazendinha, em Curitiba. Para a polícia, ela confessou que estaria trabalhando como ‘mula’, que é uma pessoa usada para transportar drogas, já que estaria passando por dificuldades financeiras.

EVELLYN BRISOLA, ENVOLVIDA NO CASO DANIEL, DEVE USAR TORNOZELEIRA ELETRÔNICA

A decisão saiu no sábado a tarde (8), mas não foi formalizada na delegacia eletrônica para expedir o alvará de soltura da jovem, que está no 5º Distrito Policial. No dia da prisão da jovem, o juiz converteu a prisão em flagrante em domiciliar. Em seguida, ela recebeu o benefício de responder o crime de tráfico de drogas, com pena de cinco a 15 anos, em casa.

Agora, Evellyn Brisola Perusso deverá usar a tornozeleira eletrônica e não deve sair de casa, que fica em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, em um raio de um quilômetro. Com relação ao processo do caso Daniel, a jovem tinha recebido o benefício de suspensão do processo, mas isso deve mudar, já que ela deveria ficar dois anos sem cometer crimes.

A defesa de Evellyn afirmou que só irá se pronunciar no final do inquérito.

Evellyn Brisola, jovem envolvida no caso Daniel, é presa com drogas (Reprodução/Band TV Paraná)

Previous ArticleNext Article