Ex-candidato a prefeito de Irati é preso suspeito de aplicar golpes e faturar mais de R$ 300 mil

Redação

irati candidato

A PCPR (Polícia Civil do Paraná) divulgou que prendeu um ex-candidato a prefeito de Irati, na região central do Paraná, e sua mulher nesta sexta-feira (29). O casal é suspeito de aplicar golpes em pelo menos cinco cidades das regiões Central e Sul do Estado.

De acordo com a polícia, eles se passavam por funcionários de empresas responsáveis por vender planos de construção de casas de madeira. Após a venda, o casal sumia com o dinheiro dos clientes em dar retorno do imóvel.

Vítimas em Irati, União da Vitória, Rio Azul, Guarapuava e Mallet já foram identificadas durante as investigações, que duraram 11 meses. Inclusive, uma das pessoas que sofreram o golpe já faleceu.

O ex-candidato a prefeito de Irati e a mulher ainda são investigados pela lavagem de dinheiro. A polícia aponta que eles devem ter faturado ao menos R$ 300 mil. Para não levantar suspeitas, o casal fazia depósitos de pequenas quantias nas contas e depois gastavam de forma fracionada.

Por fim, a PCPR afirma que os dois já foram interrogados pela Polícia Civil e seguem presos.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="742357" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]