CPI da Pecúlio

Uma Comissão Própria de Investigação (CPI) foi instaurada na Câmara Municipal de Foz do Iguaçu. Os parlamentares convocaram e ouviram testemunhas durante o mês de junho e chegaram a votar o pedido de afastamento do prefeito, que continuou no cargo por um voto. Para que Reni fosse afastado, era necessário dois terços dos votos dos vereadores. Nove dos 15 parlamentares votaram pelo afastamento, 10 era o número chave.