Família de onças tem registro inédito no Parque Nacional do Iguaçu

Vanessa Fernandes - CBN Curitiba


O sistema de monitoramento de animais instalado próximo à área de visitação do Parque Nacional do Iguaçu, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, registrou uma família de onças-pintadas.

O flagrante foi feito pelas armadilhas fotográficas, utilizadas no censo que é realizado a cada dois anos no parque. As imagens são do dia 21 de novembro e foram confirmadas pela coordenadora executiva do Projeto Onças do Iguaçu Yara Barros.

A coordenadora conta que a mãe e um dos filhotes tinham sido vistos quando o filhote tinha dois meses de vida, mas até agora não havia sido registrado um passeio de toda a família.

“São armadilhas fotográficas que a gente tem espalhada ao longo do parque. Principalmente nesta época, que a gente tá fazendo um censo das onças pintadas no Parque. Essa é a primeira vez que conseguimos registrar os quatro juntos, a mãe e os filhotes que têm mais ou menos sete meses”, disse.

A fêmea, batizada pelos pesquisadores como Atiaia, já teve outras crias, mas este é um registro inédito de todos juntos. “A mãe deles já teve outras crias, mas é a primeira vez que ela teve três filhotes, pelo menos no que foi registrado”, contou.

Depois de as várias horas de gravação serem analisadas pelos especialistas que participam do Projeto Onças do Iguaçu, Yara Barros conta qual é o estado de saúde dos animais. “Os animais estão ótimos, super bem”.

De acordo com Yara barros, o nascimento das onças também é um sinal de preservação do meio ambiente. “Se elas estão tendo condições de se reproduzir, isso significa uma boa qualidade ambiental também”, explicou.

O censo que está sendo realizado no Parque Nacional do Iguaçu termina em dezembro e os resultados devem ser divulgados entre o fim de janeiro e o início de fevereiro. No último censo em 2016 o Parque do Iguaçu contava com 22 onças.

Previous ArticleNext Article