Família espera IML recolher corpo de parente morto a tiros há 14 horas

Andreza Rossini


Colaborou Fernando Garcel

O corpo de um homem, que foi assassinado a tiros na noite de segunda-feira (15), aguardou o recolhimento do Instituto Médico Legal (IML), por aproximadamente 14 horas.

O crime ocorreu no bairro Roça Grande, em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, por volta das 21h30 de ontem. O IML chegou ao local às 11 horas desta terça-feira (16) . De acordo com os familiares, o rapaz tinha 18 anos.

A Polícia Militar informou que o Siate foi acionado, mas quando chegou ao local a vítima já estava morta. As autoridades acreditam que o assassinato foi devido a um assalto, mas não confirmou o fato até o momento.

A família montou uma tenda, nesta manhã, para velar o corpo do rapaz. O Paraná Portal tentou entrar em contato diretamente com o IML, mas não foi atendido em nenhuma das tentativas, em vários ramais.

Por meio de nota, a polícia científica afirmou que uma viatura estragou e que aguarda a chegada de uma que vem do litoral do estado.

Ainda de acordo com a nota, foi solicitado um carro reserva a empresa que loca os veículos, mas o mesmo não foi disponibilizado.

A Secretaria de Segurança Pública do Paraná foi procurada, mas ainda não se manifestou sobre o assunto.

Veja na íntegra a nota da polícia cientifica:

A Polícia Científica informa que houve um problema pontual que ocasionou a demora no recolhimento dos corpos.

Um rabecão que atendia Curitiba estragou e foi solicitada a empresa que loca as viaturas um carro reserva, o qual não foi disponibilizado. Tendo em vista a urgência das ocorrências, a direção da Polícia Científica solicitou o deslocamento de um rabecão que atende a Operação Verão, no Litoral do Estado, para auxiliar no atendimento em Curitiba. No momento em que foi solicitado o apoio, ocorreu um homicídio no Litoral, o que ocasionou a demora para a chegada do rabecão até Curitiba.

Ressaltamos que sempre que necessário, a unidade de Curitiba conta com o apoio de outras sedes, como por exemplo a de Paranaguá.

Esclarecemos que todos os corpos já foram recolhidos pelo Instituto Médico-Legal e que a empresa que loca as viaturas já disponibilizou uma nova viatura para Curitiba. O serviço está normalizado.

Informamos também que o IML Curitiba atende 32 municípios. A unidade conta com quatro viaturas e oito motoristas, que trabalham em regime de plantão. 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="476877" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]