Familiares de presos acusam agentes de tortura na PEL II

Andreza Rossini


Familiares de presos da Penitenciária Estadual de Londrina (PEL)  II realizaram em frente à penitenciária, na quarta-feira (4), pedindo o fim das torturas físicas e psicológicas dentro da instituição.

Os familiares também questionam sobre a suposta insalubridade dentro do presídio.

Pelo menos um preso já faleceu vítima de tuberculose. Um detento de 20 anos morreu no último dia 25 de março. Ele estava internado desde o dia 21 no Hospital Universitário do município. Outro detento que deu entrada no hospital no mesmo dia está com o quadro da doença confirmado e um terceiro passa por exames. O HU informou que eles têm quadro de saúde estável.

Outros seis pesos que também estão com tuberculose permanecem na PEL II, segundo nota divulgada pelo Departamento de Execução Penal (Depen): “todos estão medicados e em local isolado”, afirmou o texto. O Depen afirmou que os casos estão sendo monitorados pela Secretaria Municipal de Saúde e que vai realizar uma palestre informativa sobre o assunto aos servidores.

Veja a reportagem da TV Tarobá:

https://youtu.be/mNpPrLGtG18

 

Previous ArticleNext Article