Fase de depoimentos de acusação do processo do caso Daniel é encerrada

Alexandra Fernandes


As duas últimas testemunhas de acusação do processo que apura a morte do jogador Daniel Corrêa Freitas prestaram depoimentos em Foz do Iguaçu, no oeste do estado. Uma adolescente de 17 anos, que é prima de Cristiana Brittes, e uma tia de Cristiana foram ouvidas por cerca de uma hora na 2ª Vara Criminal De Foz do Iguaçu.

A jovem estava na festa e contou em depoimento que conversou com Daniel na suíte da residência enquanto Cristiana dormia. Ela ainda disse que chegou a questionar o jogador sobre a presença dele no quarto do casal. Após, ela teria utilizado o banheiro do local e se retirou. Ainda sobre ter ajudado na limpeza dos vestígios de sangue após o crime, a jovem contou na audiência que não ajudou a limpar o sangue, mas que fechou uma torneira que estava sendo utilizada para limpar a casa.

Dos sete réus do processo, seis são acusados de corrupção de menor. Segundo o Ministério Público, eles teriam pedido que a adolescente ajudasse na limpeza dos vestígios. Encerrada esta fase, a Justiça começa a ouvir as testemunhas de defesa. As audiências estão marcadas para os dias 1º, 2, 3 e 5 de abril na 1ª Vara Criminal de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba.

O corpo do jogador Daniel Corrêa Freitas foi encontrado no dia 27 de outubro em uma área rural de São José dos Pinhais e apresentava sinais de agressões e mutilações.

Previous ArticleNext Article