Febre amarela mata dois macacos no Paraná; são 117 casos notificados desde julho

Francielly Azevedo - CBN Curitiba



Dois novos casos de mortes de macacos por infecção do vírus da febre amarela no Paraná foram confirmados, nesta terça-feira (19), pela Secretaria de Estado da Saúde. As ocorrências foram registradas em Castro, na região dos Campos Gerais, que já tinha uma morte de primata ocorrida no dia 26 de setembro.

Conforme a Secretaria, as novas mortes aconteceram em 31 de outubro e 1º de novembro, mas estavam em investigação.

Segundo o secretário da saúde, Beto Preto, os casos de morte de macacos sinalizam para a presença do vírus da febre amarela na região, por isso é necessário tomar a vacina.

“Vacina é prevenção e prevenção é atuar de maneira profilática no sentido de dar segurança e garantia de saúde às pessoas. Estamos no século XXI e essa doença é controlável”, disse.

A vacina está disponível em todas as unidades de saúde. A dose é única e a pessoa fica protegida por toda a vida.

FEBRE AMARELA NO PARANÁ

Desde de 1 de julho até agora são 117 notificações de mortes de macacos no estado. Além das três confirmações, são 52 em investigação, 31 por causas indeterminadas e 31 descartadas.

Em relação a casos da febre amarela em humanos neste período sazonal, a Divisão de Doenças Transmitidas por Vetores informa que são 37 casos notificados até a data de hoje. Nenhum caso da doença em humanos foi confirmado; dez casos estão em investigação e 27 foram descartados.

Previous ArticleNext Article