Febre Amarela: Ponta Grossa confirma quatro mortes de macacos infectados

Angelo Sfair

febre amarela, morte, mortes, macacos, ponta grossa, campos gerais, paraná

Exames laboratoriais confirmaram que quatro macacos encontrados em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, estavam infectados com o vírus da febre amarela. A informação foi confirmada nesta quarta-feira (18) pela FMS (Fundação Municipal de Saúde).

Os primatas foram encontrados na região de Guaragi, nos Campos Gerais. Com os novos quatro casos confirmados, já são cinco morte de macacos em Ponta Grossa nesta temporada.

Conforme as autoridades da vigilância sanitária, os macacos são importantes aliados para o departamento de controle de zoonoses. Assim, as mortes por febre amarela indicam onde o vírus está ativo e onde devem se concentrar as ações preventivas.

“Estamos em um período que iniciam as férias, as pessoas gostam de ir para áreas de mata, rios, ou seja, natureza de modo geral. Nossa preocupação é com esta população flutuando, que vai de passagem e que ainda não se imunizou. Por isso o alerta: quem ainda não tomou a vacina, deve procurar a sala de imunização mais próxima e se prevenir”, destacou o médico veterinário e coordenador da Zoonoses, Leandro Inglês.

FEBRE AMARELA

A febre amarela é uma doença altamente infecciosa transmitida por mosquitos. Pessoas não vacinadas estão sujeitas às complicações, que podem ser graves. A doença não tem cura, embora haja tratamento para amenizar os sintomas. A única forma de prevenção é a vacina.

Casos leves pode causar febre, dor de cabeça, náuseas e vômitos. No entanto, os casos mais graves podem implicar em problemas cardíacas, hepáticos e renais, levando à morte.

Previous ArticleNext Article