Feminicídio: casos aumentam no Paraná, aponta Ministério Público

Angela Luvisotto - BandNews FM Curitiba

feminicídio, casos, paraná, aumentam, aumentou, mppr, ministério público do paraná

O número de crimes categorizados como feminicídio no Paraná aumentou nos últimos três anos. Só nos dois primeiros meses de 2020, já foram registrados 47 casos em todo o Estado. Em 2019, foram 177 casos de assassinatos de mulheres investigados. Em 2018, foram 168 casos investigados.

Em Curitiba, nos dois últimos anos, ou seja entre os anos de 2018 e 2019, foram 19 crimes investigados a cada ano. Já em 2020, só nos dois primeiros meses do ano, já foram registrados 7 casos de feminicídio na cidade. Segundo o procurador de justiça, Lucas Cabrini Leonardi, o Tribunal do Júri condenou 800 feminicidas desde 2015.

“O MPPR está atento a este tipo de crime, que foi tipificado em 2015. Desde então o Ministério Público já denunciou quase 800 feminicidas. Até hoje, todos os que foram a julgamento pelo júri foram responsabilizados”, apontou.

Para o procurador, a efetivação das leis que qualificam o crime de feminicídio como um agravante do crime de homicídio tem facilitado o controle e isso faz com que os números sejam acessíveis a toda a sociedade.

“Agora há esse controle. Isso se deve também à cultura de violência de gênero que existe no nosso país. A tendência é que isso diminua à medida que os agressores sejam punidos”, afirmou o procurador.

Lucas Cabrini explica ainda que a pena para os crimes de feminicídio podem ultrapassar os 40 anos de prisão.

“O feminicídio atua hoje como uma qualificadora do homicídio. Por isso, a pena é mais alta. Uma punição que parte de 6 a 20 anos, com o feminicídio vai de 12 a 30 anos“, explicou.

Outros números de violência contra a mulher também impressionam, em 2019 o Paraná registrou 905 casos de estupro e atentado violento ao pudor, enquanto nos dois primeiros meses de 2020 já foram registrados 106 casos.

Previous ArticleNext Article