Ferry boat de Guaratuba terá nova balsa com capacidade para mais de 100 veículos

Redação

ferry boat guaratuba balsa

Após reclamações dos usuários, a concessionária responsável pelo ferry boat de Guaratuba providenciou uma nova balsa, que será a maior embarcação para a operação de travessia da baia do litoral do Paraná com capacidade para mais de 100 veículos.

A nova balsa adquirida pela BR Travessias passará por inspeção da Marinha do Brasil para emissão de certificados e posteriormente, com aprovação do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), será incorporada ao serviço. Não foi divulgada previsão para isso acontecer.

A concessionária já utiliza de três ferry boats do DER/PR, que atendem até 60 veículos cada, e uma outra balsa com capacidade de 44 veículos.

Vale lembrar que é previsto no contrato que a concessionária precisa garantir uma experiência segura aos usuários e visa melhorar o atendimento. No entanto, mais de 150 reclamações fizeram a discussão aumentar sobre o ferry boat.

O Ministério Público de Contas aponta que existe motivo para anular contrato do ferry boat de Guaratuba com a BR Travessia enquanto a CGE (Controladoria-Geral do Estado) passou a fazer inspeções.

Na semana passada, o prefeito de Guaratuba, Roberto Justus (DEM), decret0u estado de calamidade pública devido à crise do ferry-boat.

EMPRESA DO FERRY BOAT DE GUARATUBA APONTA MELHORIAS

Apesar das reclamações, a BR Travessias vê que o serviço de travessia tem tido melhorias. Desde junho, os usuários do ferry boat de Guaratuba podem adquirir seus bilhetes para cruzar a baía utilizando cartão de débito. As máquinas que aceitam essa forma de pagamento eletrônico estão disponíveis em todas as bilheterias de ambos os lados da travessia, e o pagamento em dinheiro também continua sendo aceito.

Outras inovações previstas com a atual concessão são revitalização do pavimento, drenagem, iluminação e sinalização da área de concessão, implantação de ciclovias, além da reforma e adequação dos quatro atracadouros, incluindo rampas e flutuantes, já a partir deste primeiro ano de contrato.

Também serão revitalizadas edificações da área, incluindo a bilheteria secundária de Guaratuba, nos anos um e dois e nos anos sete e oito do contrato; a bilheteria da Prainha nos anos dois e oito; a lanchonete, o Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU), instalações sanitárias, fraldário e área de convivência do lado de Guaratuba nos anos um e, depois, nos anos sete e oito.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="784360" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]