Festa clandestina com 70 pessoas é encerrada em casa noturna de Curitiba

Redação e Band Curitiba

Festa clandestina com 70 pessoas é encerrada em casa noturna de Curitiba

Na noite desta quarta-feira (3), uma festa clandestina foi encerrada em uma casa noturna no bairro Boqueirão, em Curitiba. O evento, com música ao vivo e bebidas alcoólicas, tinha cerca de 70 pessoas.

De acordo com a PMPR (Polícia Militar do Paraná), há alguns dias a equipe recebe denúncias de eventos acontecendo no local, porém, quando os agentes chegam na casa noturna, as festas já estavam encerradas.

Porém, ontem a noite, durante uma operação, à polícia conseguiu realizar o flagrante. No local, cerca de 70 pessoas estavam aglomeradas e sem usar a máscara de proteção. Os participantes e os organizadores da festa clandestina informaram que estavam comemorando um aniversário.

“Nos últimos dias foram mais de 15 denúncias desse local, uma casa que seria utilizada para fazer festas clandestinas neste período de Covid-19. Hoje deslocamos as viaturas para esse local e conseguimos fazer o flagrante”, detalhou o Capitão Peres, da PMPR.

Todos os maiores de idade que estavam na casa noturna no bairro Boqueirão foram para uma delegacia, onde assinaram um termo circunstanciado pelo descumprimento do decreto estadual vigente (leia a íntegra aqui).

Já os adolescentes que participavam da festa clandestina foram levados para a Delegacia do Adolescente, no bairro Capão da Imbuia, em Curitiba, e só foram liberados com a presença dos pais ou responsáveis. Os promotores do evento devem pagar uma multa de R$ 50 mil.

Festa clandestina com 70 pessoas é encerrada em casa noturna do bairro Boqueirão, em Curitiba
Festa clandestina com 70 pessoas é encerrada em casa noturna de Curitiba (Reprodução/Band TV Curitiba)

DECRETO COM MEDIDAS MAIS RÍGIDAS ESTÁ EM VIGOR EM CURITIBA

Desde a última sexta-feira (26), quando o Governo do Paraná publicou um novo decreto com medidas mais rígidas, está proibida a circulação de pessoas das 20h às 5h. Além disso, apenas serviços essenciais devem funcionar como, por exemplo, hospitais, mercados e farmácias.

A medida vale até a próxima segunda-feira (8) e pode ser prorrogada. Ontem, o boletim da Covid-19 divulgou novos 4.666 casos confirmados e 118 mortes no Paraná. O Secretário de Saúde, Beto Preto, disse que o Estado enfrenta um pré-colapso e que o sistema hospitalar está no limite.

“É um momento muito grave, só quem tem um familiar passando por isso sabe do que estou falando. O cenário é dramático”, afirmou

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="749051" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]