Em meio à pandemia, polícia investiga festa clandestina

Grasiani Jacomini - CBN Curitiba

homem mata mulher barra de ferro vingança

A PCPR (Polícia Civil do Paraná) investiga uma festa clandestina que teria acontecido em uma residência, na última sexta-feira (8), no bairro Campo Comprido, em Curitiba. O evento reuniu mais de 100 pessoas em um momento em que as autoridades defendem o isolamento social como medida de combate a propagação do coronavírus.

De acordo com a delegada Aline Manzatto, da Decrisa (Delegacia de Repressão a Crimes contra a Saúde) os organizadores do evento já foram identificados e podem responder por crime contra saúde pública, inclusive as pessoas que estiverem compartilhando vídeos e fotos desta festa nas redes sociais.

“Essas pessoas irão responder por crimes de associação criminosa e infração de medida sanitária preventiva, bem como as pessoas que estão participando da festa ou fazendo apologia ao crime, elogiando ou incentivando outras pessoas a fazerem esse tipo de festa”, reforça a delegada.

A Polícia Civil está ouvindo os suspeitos nesta fase. A Delegada Aline Manzatto pede ajuda para a população com informações de eventos como este durante o período de pandemia.

“Pedimos ajuda da população para que as informações sejam repassadas pra gente, seja pra denunciar o que aconteceu ou as próximas que possam vir a acontecer será de grande valia. Pode ligar aqui no telefone da delegacia que nós iremos atender e investigar todas as situações”, afirma.

O telefone da Polícia Civil para que a população repasse informações sobre esta festa clandestina ou ainda denunciar outras é (41) 3883-7120.

Leia também: Menina de 7 anos é morta por espancamento na RMC: mãe e padrasto são presos

Previous ArticleNext Article