Filha de ex-prefeito de Araucária é presa após condenação por peculato

Redação

A filha do ex-prefeito de Araucária, Rui Alves de Souza, foi presa nesta quinta-feira (23), após ser condenada a mais de 12 anos de prisão pela prática de crimes de peculato e concussão.

A condenação de Fernanda Buffon Alves de Souza, é o resultado da Operação Fim de Feira, do Ministério Publico do Paraná (MPPR)que apurou irregularidades na prefeitura de Araucária no período em que o pai dela foi prefeito.

O mandado de prisão foi expedido nesta quarta-feira (22) pelo Tribunal de Justiça do Estado do Paraná, em consonância com o atual entendimento do Supremo Tribunal Federal, que admite a execução da pena após a condenação em segunda instância.

Já o genro do ex-prefeito foi condenado por 3 anos, 2 meses e 12 dias de reclusão em regime aberto, com substituição da pena de prisão por pena restritiva de direitos.


Ele havia sido preso pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) no dia 20 de dezembro de 2016, determinando o afastamento do cargo público pelo envolvimento na Operação Fim de Feira.

O Ministério Público do Paraná (MPPR) tomou conhecimento e apurou que o ex-prefeito nomeou o genro, por pedido da sua filha, como “assessor de secretário municipal I” na prefeitura de Araucária para que o casal pudesse financiar um apartamento e colocar suas rendas em dia. Além disso, o ex-prefeito também nomeou a amiga de sua filha a um cargo similar, recebendo salário de R$ 9.175,14, sendo que 70% do valor eram repassados ao ex-prefeito e sua filha.

Operação Fim de Feira

De acordo com as investigações, o ex-prefeito, o lobista e alguns secretários municipais utilizaram a estrutura da Prefeitura de Araucária para obter ilicitamente dinheiro de fornecedores. A operação foi deflagrada em dezembro de 2016 e prendeu o Rui Alves de Souza que ainda cumpria o mandato como prefeito. Na época, o prédio da prefeitura foi fechado para que agentes do Gaeco realizassem a fiscalização de documentos e computadores. Servidores do município ficaram para o lado de fora. Mandados de busca e apreensão foram cumpridos na prefeitura e na casa de integrantes da administração.

Post anteriorPróximo post