Fim de semana terá auge da chuva de estrelas cadentes Líridas

Fernando Garcel


A madrugada de domingo para segunda-feira (23) será o ápice da chuva de meteoros Lirídeas, que pode ser vista no Brasil desde a última segunda-feira (16). O fenômeno acontece todos os anos na mesma época e poderá ser observado a olho nu da maior parte do país.

Essa chuva de estrelas cadentes acontece quando a Terra passa pelos detritos deixados pelo cometa Thatcher C/1861 G1 e atrai os meteoros, conhecidos popularmente como estrelas cadentes, para sua atmosfera. Com a atração, os fragmentos se incendeiam e riscam o céu a partir da constelação de Lira, o que justifica seu nome.

O fluxo de entrada na atmosfera é de 10 a 20 meteoros por hora, quantidade que pode chegar a 100, ocasião em que se torna uma das 10 chuvas mais intensas do ano. Aplicativos e mapas estelares podem ajudar a olhar para o lugar certo.

Além de uma noite sem nuvens, o ideal para conseguir ver a chuva de meteoros é se afastar da poluição luminosa dos grandes centros urbanos. Reservar um tempo longe de luzes artificiais, para que o olho se acostume com o escuro, também pode ajudar e melhorar a observação.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="518580" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]