Fluxo de veículos nas rodovias deve ser 60% maior durante o feriado de Finados

A partir das 00h desta quinta-feira (1), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) intensifica as ações nas rodovias de todo pa..

Francielly Azevedo - 31 de outubro de 2018, 23:13

Foto: PRF
Foto: PRF

A partir das 00h desta quinta-feira (1), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) intensifica as ações nas rodovias de todo país durante a chamada Operação Finados. Durante o feriado prolongado deste ano, a previsão das concessionárias de pedágio é de que o fluxo de veículos aumente até 60% em relação à média dos dias normais.

O trabalho concentrado segue até domingo (4) e terá como prioridades o controle de velocidade com radares portáteis, o combate à embriaguez ao volante e a fiscalização de ultrapassagens proibidas. Segundo a PRF, o uso do cinto de segurança e dos dispositivos de retenção para crianças, além de fiscalizações específicas de motocicletas, também estão entre os focos.

O pico de movimento na saída para o feriado deve se concentrar entre o fim da tarde e início da noite de quinta-feira e na manhã de sexta-feira. O retorno deve ter um fluxo maior de veículos durante a tarde e a noite de domingo.

ACIDENTES

Conforme os dados da Polícia Rodoviária Federal, no mesmo feriado de 2017, quando a operação teve cinco dias de duração (um a mais do que a deste ano) dez pessoas morreram em acidentes nas rodovias federais do Paraná. Outras 115 pessoas ficaram feridas. A PRF atendeu 125 acidentes.

Cinco das dez mortes registradas na operação do ano passado ocorreram em um único acidente, na Linha Verde, em Curitiba. Um veículo Citroën Xsara Picasso conduzido por um motorista embriagado invadiu a pista contrária e colidiu frontalmente contra um Ford Corcel II.

ORIENTAÇÕES

A PRF orienta que o motorista respeite os limites de velocidade, mantenha distância de segurança em relação aos demais veículos, ultrapasse apenas quando houver plenas condições de segurança e não desvie a atenção do trânsito.

Além disso, mesmo antes de viagens curtas, é recomendado fazer uma revisão preventiva do veículo, o que inclui a checagem dos pneus, do sistema de iluminação, dos equipamentos obrigatórios, do nível do óleo e do radiador, entre outros itens.

Também é fundamental planejar a viagem, buscando evitar, na medida do possível, os horários de pico. Dirigir cansado ou com sono aumenta o risco de o motorista cometer erros. A cada três ou quatro horas de viagem, é recomendável uma pausa para descanso ou revezar a direção do veículo.

**Com informações da PRF**