Polícia interdita frigorífico clandestino e apreende 600 kg de carne vencida

Vinicius Cordeiro

frigorífico clandestino carne maringá paraná

Um operação conjunta da PCPR (Polícia Civil do Paraná) com equipes da Prefeitura de Maringá, na região norte do Paraná, interditaram um frigorífico clandestino. A ação resultou na apreensão de cerca de três toneladas de carne, sendo que 600 quilos já estavam a data de validade expirada.

A maior parte dos produtos estava congelada e embutida. Além de cortes bovinos tradicionais, também foram encontrados carnes de frango, porco, peixe, legumes e verduras. Tudo que foi encontrado foi considerado impróprio para o consumo já que o ambiente estava longe das adequações de higiene necessárias. Algumas carnes, por exemplo, estavam ao sol e no chão.

Ao Paraná Portal, o delegado Luiz Cláudio Alves explicou que denúncias anônimas levaram à ação ser realizada nesta quarta-feira (28). O frigorífico ficava localizado em em um sobrado no Parque Industrial, na PR-317, próximo da rotatória do posto Matsuda, popular na região.

“O que verificamos foram diversas carnes depositadas lá, com prazo de validade vencido e outras tantas sem origem. Encontramos os produtos sem saber a data de fracionamento e que tipo de carne era. O local sem alvará de funcionamento e sem higiene devida, ou seja, completamente ilegal”, afirma o delegado.

O proprietário do local foi preso em flagrante e encaminhado para a delegacia de Polícia Civil para registro da ocorrência. De acordo com a corporação, ele permaneceu em silêncio durante o depoimento e deve responder em liberdade por ser réu primário.

Além disso, o o delegado Luiz Cláudio Alves afirma que os alimentos eram vendidos pela internet, apesar de nenhum consumidor ter procurado a polícia até o momento.

“É uma situação realmente deplorável. Era vendido por meio de aplicativo, achava no IFood se procurasse. Comercializava a carne fracionada direto ao consumidor. Até agora, ninguém procurou a gente para reclamar, mas foi uma ação preventiva que acabou culminando com a repressão imediata”, finalizou.

Dois vídeos gravados por policiais durante a operação registraram o ambiente sujo, sem higiene adequada para o manuseio e armazenamento dos alimentos. Confira:

TODOS OS PRODUTOS QUE ESTAVAM NO FRIGORÍFICO SERÃO JOGADOS FORA

De acordo com a fiscal da Vigilância Sanitária da Prefeitura de Maringá, todos os alimentos encontrados no frigorífico clandestino serão descartados.

“Todos os produtos apreendidos vão para descarte porque são impróprios para consumo. Não sabemos de onde veio e por onde passou. Não pode servir para alimentação”, justifica Samantha Cristina Bego.

A equipe da Vigilância Sanitária gerou multas, assim como o Procon. No entanto, os valores não foram divulgados até o momento. O local foi lacrado e permanece fechado.

(Aldemir de Moraes/PMM)

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="760604" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]