Funcionários da Oi fazem manifestação para que atividades sejam paralisadas

William Bittar - CBN Curitiba

funcionários da Oi fazem paralisação coronavirus

Cerca de 400 funcionários de uma empresa de telemarketing resolveram não entrar na empresa que fica no bairro São Francisco, em Curitiba, na manhã desta sexta-feira (20), pedindo que as atividades sejam paralisadas por conta do coronavírus.

Segundo eles, nenhuma medida de prevenção foi tomada pela empresa e as janelas ficam fechadas durante todo o dia, apenas com o ar-condicionado ligado. Cerca de 4 mil pessoas trabalham no prédio, em turnos separados.

Paulo Henrique trabalha na empresa há quatro meses e conta que suas colegas foram afastadas das atividades com suspeita da COVID-19. Para ele, a paralisação das atividades é o mais correto a ser feito, pois, os funcionários estão com medo de ir trabalhar.

“Não respeitam a regra de 1 metro cada um, não tá em conformidade com o que foi exigido pela saúde, temos uma equipe de mais de 4 mil funcionários trabalhando. Dois casos já foram confirmados de Covid-19 aonde a empresa e=inteira, a maioria dos funcionários pediram a paralisação pra não expandir o vírus a qui dentro. Mesmo assim a empresa manda a gente trabalhar”, desabafa o funcionário.

A Jennifer Bezerra da Silva trabalha na empresa há dois anos. Ela conta que não tem nem álcool em gel para fazer a higienização do ambiente de trabalho e que os funcionários ficam muito próximos uns aos outros.

“Muita aglomeração, um colado no outro, nem meio metro de distância um do outro, fora a saída, elevador cheio, tudo jeito e todo mundo trabalhando tudo junto”, conta a funcionária.

A CBN Curitiba entrou em contato com a empresa OI e com a terceirizada BTCC para obter um posicionamento sobre as reclamações dos funcionários, mas até o final desta reportagem não obteve retorno.

Previous ArticleNext Article