Gado faminto invade área de proteção ambiental no Paraná

A Polícia Ambiental de Umuarama atendeu, nesta sexta-feira (26), uma denúncia anônima que levou os agentes a uma fazenda..

Mariana Ohde - 26 de agosto de 2016, 10:25

A Polícia Ambiental de Umuarama atendeu, nesta sexta-feira (26), uma denúncia anônima que levou os agentes a uma fazenda onde um rebanho de gado passava fome.

Na fazenda, que fica no município de Altonia, no noroeste do estado, os policiais encontraram cerca de mil cabeças de gado desnutridas, o que foi confirmado por laudo veterinário da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar).

Além dos animais que passavam fome, foram encontradas cerca de 40 carcaças de animais já mortos e cerca de dez ainda vivos, mas definhando.

Em busca de alimento, os animais, famintos, invadiram Áreas de Preservação Ambiental, causando danos na região.

Os envolvidos responderão por dano em área não consolidada (APP) e maus tratos aos animais. O médico veterinário da Adapar notificou o proprietário para que ele adote medidas corretivas.

Um vídeo feito pelos policiais mostra os animais fracos demais para se levantar.