Operação Esculápio busca ex-secretários acusados de fraude na saúde

Andreza Rossini


Agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) cumprem 30 mandados nos municípios da região oeste do Paraná, principalmente em Foz do Iguaçu, nesta quarta-feira (5), no âmbito da Operação Esculápio, que investiga fraudes na saúde.

Doze dos mandados são de busca e apreensão. Entre os alvos de condução coercitiva estão três ex-secretários da Saúde do município e outras cinco pessoas, além disso são cumpridos dez mandados de busca pessoal.

As ações foram expedidas pelo Juízo da 3ª Vara Criminal  da cidade e cumpridas em Foz, Santa Terezinha de Itaipu e São Miguel do Iguaçu, além de Balneário Camboriú e Joinville em Santa Catarina.

A ação conta com auxílio de agentes de todos os núcleos do Gaeco do estado e dois de Santa Catarina.

Investigações

As investigações tiveram início em meados de 2016 e tem como objeto o pagamento irregular de horas médicas a profissionais vinculados a três unidades de saúde de Foz do Iguaçu (UPA Morumbi, PA Morumbi e Hospital Municipal), bem como desvios de verbas públicas em pagamentos realizados a médicos contratados pelo poder público municipal e a empresas intermediárias contratadas pela administração pública.

Na primeira fase da investigação, deflagrada em julho de 2016, foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão e dois mandados de condução coercitiva. Durante as diligências realizadas nesta quarta-feira, duas pessoas foram presas em flagrante por posse irregular de arma de fogo.

Previous ArticleNext Article