Gaeco cumpre mandados contra suspeitos de explorar jogos de azar em Ponta Grossa

Redação


O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná, deflagrou na manhã desta quarta-feira (22) a quarta fase da operação Di Venezia, que apura a exploração de jogos de azar em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Estado.

Foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão em três residências e uma empresa na cidade de Goioerê, no centro-oeste do Paraná, expedidos pela 1ª Vara Criminal de Ponta Grossa.

Com as medidas, o Ministério Público busca desarticular um grupo que atua na exploração de bingo eletrônico e máquinas caça-níqueis em Ponta Grossa, mas que tem origem em Goioerê, com foco especificamente nos mecanismos de financiamento da atividade ilícita e de lavagem de dinheiro, assim como possível pagamento de propina a agentes públicos.

Operação Di Venezia

A operação Di Venezia foi iniciada em outubro de 2017. Nos quatro anos de investigação, o MPPR já ofereceu nove denúncias contra 27 réus, pelos delitos de organização criminosa, exploração de jogos de azar, lavagem de dinheiro, corrupção ativa, corrupção passiva e tráfico de influência.

Houve ainda o fechamento de 13 casas de exploração de jogos de azar em Curitiba e Ponta Grossa, a apreensão de veículos e o sequestro de três imóveis obtidos com o lucro da contravenção.

Dois policiais militares já foram condenados por corrupção e por integrarem a organização criminosa, repassando informações sobre ações policiais e protegendo os contraventores. Três outros réus foram condenados por lavagem de dinheiro. Os demais réus aguardam os julgamentos em liberdade.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="791693" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]