Gaeco deflagra operação contra corrupção e lavagem envolvendo jogos de azar

Andreza Rossini

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná, deflagrou, na manhã desta quinta-feira (12) uma operação que investiga corrupção ativa e lavagem de dinheiro por meio de jogos de azar.

São cumpridos oito mandados de busca e apreensão em Curitiba e Região Metropolitana e um no Rio de Janeiro.

Batizada de Operação Flamingo, as investigações começaram há 15 meses a partir de uma denúncia recebido pelo Gaeco. De acordo com as autoridades, o grupo possui empresas de exploração de “diversões eletrônicas”, além de negócios em vários outros ramos, como restaurantes, acessórios automotivos, empreendimentos imobiliários, indústria têxtil, equipamentos de segurança e eventos, bem como consultorias, o que indicaria condições efetivas de lavagem de ativos.

Entre os negócios da associação criminosa, estão empresas de comércio de suprimentos de informática, montagem de móveis e manutenção de computadores, o que viabilizaria a fabricação de máquinas caça-níquéis.


Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook